Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

IRS? Atenção, "reembolso este ano pode ser menor" (e até pode pagar mais)

Saiba ainda o que pode fazer para aumentar o reembolso ou reduzir o imposto a pagar.

IRS? Atenção, "reembolso este ano pode ser menor" (e até pode pagar mais)
Notícias ao Minuto

07:13 - 22/02/24 por Notícias ao Minuto

Economia IRS

A campanha de entrega do IRS está à porta, mas não se deve esquecer que este ano o reembolso pode ser menor ou até pode mesmo ter mais imposto a pagar, já que, em 2023, com as alterações às tabelas de retenção na fonte muitos contribuintes adiantaram menos dinheiro ao Estado, lembra a DECO PROteste.

Significa isto que,  chegada a altura da entrega da declaração de IRS, o valor do reembolso pode ser menor ou pode haver mais imposto a pagar", adianta a organização de defesa do consumidor, em comunicado enviado ao Notícias ao Minuto

O que fazer para aumentar o reembolso?

De forma aumentar o reembolso ou a reduzir o imposto a pagar, a DECO PROteste recorda que se deve deduzir as despesas realizadas ao longo de 2023 através da validação de faturas emitidas nesse ano,  processo que pode ser feito no portal e-Fatura até 26 de fevereiro.

"Associando cada despesa ao respetivo setor, o contribuinte beneficia de deduções na saúde, educação, habitação, e lares, além das despesas gerais familiares. No caso de haver despesas que não apareçam no e-Fatura até 31 de março, o contribuinte deverá introduzi-las manualmente na declaração de IRS durante a época de preenchimento, que decorre de abril a junho", recomenda a organização.

Afinal, que despesas pode deduzir no IRS? Tudo o que precisa de saber

Medicamentos, creches, manuais e livros escolares, rendas, juros de empréstimos, lares, ginásios e mais. Conheça todas as despesas que ajudam no momento de fazer as contas do IRS.

Notícias ao Minuto | 08:36 - 21/02/2024

A DECO PROteste recorda que as faturas que continuarem pendentes após 26 de fevereiro de 2024, à partida, não contam como dedução no IRS, mas "há despesas como as de saúde, educação, lares e imóveis que podem ser inseridas manualmente na declaração de IRS".

"Se for como no ano passado, em que muitas pessoas deixam para a última hora ou deixam passar o prazo de validação, ainda poderá ser possível fazer algumas deduções manualmente. De facto, se não se validar as faturas dentro do prazo, as despesas já não serão tidas em conta, de forma automática pela Autoridade Tributária. Isto significa que estas deduções devem ser colocadas manualmente na declaração de IRS", acrescenta. 

Leia Também: O endividamento e outras 3 coisas que deve saber para começar o dia

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório