Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 11º MÁX 16º

Euro cai e interrompe ciclo de quatro subidas consecutivas

O euro caiu hoje ligeiramente face ao dólar e interrompeu um ciclo de quatro sessões consecutivas em alta, no mesmo dia em que a União Europeia criticou os EUA por apelar para a contenção de Israel, enquanto fornece armas.

Euro cai e interrompe ciclo de quatro subidas consecutivas
Notícias ao Minuto

18:27 - 12/02/24 por Lusa

Economia Mercado

Pelas 18h01 (hora de Lisboa), o euro seguia a 1,0781 dólares, quando na sexta-feira, pela mesma hora, negociava a 1,0785 dólares.

O euro também caiu em comparação com a libra e com o iene.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou o câmbio de referência do euro em 1,0773 dólares.

Nesta sessão, o euro oscilou entre 1,0760 e 1,0804 dólares.

O alto-representante da União Europeia (UE) para os Negócios Estrangeiros criticou hoje a postura dos Estados Unidos da América (EUA) de apelarem para a contenção de Israel em Gaza, mas continuarem a fornecer armamento.

"Até o Presidente dos EUA disse ontem [domingo] que as operações [militares de Israel] já são desproporcionadas, excessivas, que o número de vítimas mortais é intolerável", sustentou Josep Borrell, à entrada para uma reunião com os ministros da UE com a pasta do desenvolvimento, em Bruxelas.

O chefe da diplomacia europeia pediu a Washington "mais do que palavras".

"A UE também acredita que o número de vítimas mortais é intolerável, há possibilidade de o fazer baixar? A UE não está a fornecer armas a Israel, outros estão", acrescentou Josep Borrell.

Os governantes europeus reúnem-se hoje com o subsecretário-geral das Nações Unidas e responsável pela Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Próximo Oriente (UNRWA) Philippe Lazzarini.

Leia Também: Exportações de têxtil e vestuário caem 5,6% em 2023 após recorde em 2022

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório