Meteorologia

  • 18 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 25º

Nova greve na CP. Desta vez, são os trabalhadores dos bares dos comboios

Os trabalhadores dos bares dos comboios de longo curso da CP irão voltar à greve, por tempo indeterminado, a partir de sábado, em protesto pela proposta de aumentos "muito aquém do necessário" de acordo com um comunicado do sindicato.

Nova greve na CP. Desta vez, são os trabalhadores dos bares dos comboios
Notícias ao Minuto

17:23 - 09/02/24 por Lusa

Economia Comboios de Portugal

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Sul lembrou que "apesar dos problemas reiterados com a concessão do serviço de cafetaria e bar nos comboios de longo curso [Intercidades e Alfa Pendular] ao longo dos anos a CP optou por voltar a concessionar este serviço a privados através de um contrato de milhões assinado em 2023 com a Newrail, recusando internalizar o serviço e integrar os trabalhadores nos seus quadros". 

A estrutura sindical disse que "em 2024 o contrato com a Newrail foi renovado por um período mínimo de 3 meses e um máximo de 6 meses", indicando que em 2023 "os valores atribuídos à Newrail tinham como objetivo pagar os salários em atraso aos 130 trabalhadores e normalizar o serviço de cafetaria e bar nos comboios".

"Para 2024 o valor do contrato manteve-se igual, sendo o aumento significativo da massa salarial dos trabalhadores utilizado como justificação", referiu, indicando que "os aumentos salariais propostos pela empresa para 2024 ficam muito aquém do necessário para repor o poder de compra dos trabalhadores e valorizar as categorias profissionais".

A estrutura alertou que "persistem a falta de condições de trabalho e a ameaça do encerramento do serviço de cafetaria e bar em alguns comboios".

Por isso, os trabalhadores dos bares e serviço de bordo dos comboios de longo curso da CP decidiram, em plenário, "iniciar uma greve por tempo indeterminado com início no próximo dia 10 de fevereiro de 2024 [sábado]".

As reivindicações passam por "aumentos salariais dignos", pelo "pagamento do trabalho suplementar", por "melhores condições de trabalho", pelo "cumprimento integral do Acordo de Empresa" e "contra o encerramento e restrições dos serviços de cafetaria e bar nos comboios".

Num aviso no seu 'site', a CP informou que a partir de sábado, "os trabalhadores da empresa externa que fornece os serviços de cafetaria e bar nos comboios Alfa Pendular e Intercidades convocaram uma greve" e que "poderão ocorrer perturbações na prestação destes serviços".

"Esta interrupção foi convocada pelo sindicato dos trabalhadores da empresa externa que fornece estes serviços, não envolvendo os colaboradores da CP", ressalvou.

Leia Também: "Contrainformação". Agricultores acusam ministra e luta pode intensificar

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório