Meteorologia

  • 14 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 29º

Bolsas em baixa após confirmação da queda da inflação na Alemanha

As principais bolsas europeias estavam hoje em baixa, numa sessão com poucas referências, em que o único destaque foi a confirmação da queda da inflação na Alemanha, para 2,9% em janeiro.

Bolsas em baixa após confirmação da queda da inflação na Alemanha
Notícias ao Minuto

09:19 - 09/02/24 por Lusa

Economia Bolsas

Às 09h00 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava a descer 0,04% para 485,12 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt baixavam, respetivamente, 0,05%, 0,15% e 0,07%, enquanto, Madrid se desvalorizava 0,36%.

Milão era a exceção, já que avançava 0,09%.

Depois de abrir a subir, a bolsa de Lisboa invertia a tendência, estando às 09h00 o principal índice, o PSI, a baixar 0,04% para 6.110,32 pontos.

A taxa de inflação homóloga na Alemanha foi de 2,9% em janeiro, o nível mais baixo desde junho de 2021, quando havia sido de 2,4%, confirmou hoje a agência federal de estatística alemã (Destatis).

Em dezembro de 2023, a inflação homóloga tinha sido de 3,7%.

Os preços da energia caíram 2,8%, enquanto os preços dos alimentos subiram 3,8%.

A maioria dos economistas espera que a inflação na Alemanha continue a descer, embora o ritmo possa ser mais lento devido a fatores como o aumento do preço das emissões de C02 ou a normalização das taxas de IVA na restauração no início deste ano.

Entretanto, os investidores continuam a assimilar que os bancos centrais não vão baixar as taxas de juro em breve.

Do outro lado do Atlântico, Wall Street terminou a verde.

Wall Street fechou em alta na quinta-feira, com o Dow Jones a subir 0,13% para 38.726,33 pontos, um novo máximo desde que foi criado em 1986, e o Nasdaq a avançar 0,24% para 15.793,71 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro de 2021.

O rendimento da obrigação alemã a 10 anos, considerada a mais segura da Europa, também estava a subir para 2,375%, contra 2,352% na quinta-feira, depois de ter fechado a 1,893% em 27 de dezembro de 2023, um mínimo desde dezembro de 2022.

Num contexto de tensão no Médio Oriente, o barril de petróleo Brent para entrega em abril abriu hoje em alta, a cotar-se a 81,65 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 81,63 dólares na quinta-feira.

O preço do barril de Brent subiu 3% na quinta-feira.

A nível cambial, o euro abriu a valorizar-se no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0783 dólares, contra 1,0773 dólares na quinta-feira.

Leia Tambémh Bolsa de Lisboa abre a subir 0,23%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório