Meteorologia

  • 15 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 24º

Inflação homóloga na OCDE acelera para 6% em dezembro

A inflação homóloga no conjunto da OCDE aumentou para 6% em dezembro, mais duas décimas de ponto percentual que em novembro e depois de três meses consecutivos de queda, com subidas em 14 dos 38 países membros, foi hoje anunciado.

Inflação homóloga na OCDE acelera para 6% em dezembro
Notícias ao Minuto

11:51 - 07/02/24 por Lusa

Economia OCDE

Num comunicado divulgado hoje, a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) salientou que, excluindo a energia e os alimentos, que são os itens mais voláteis, a inflação subjacente permaneceu inalterada em dezembro, em 6,7%.

No caso da energia, a evolução homóloga dos preços foi negativa pelo oitavo mês consecutivo. No que se refere aos produtos alimentares, o aumento homólogo foi de 6,7% em dezembro, contra 7,1% em novembro.

O aumento da inflação nos Estados Unidos (de 3,1% para 3,4%) foi um dos mais significativos no último mês do ano.

A inflação também aumentou nos dois vizinhos dos EUA, no México (de 4,3 % para 4,7%) e no Canadá (de 3,1% para 3,4%).

Pior foi o caso da Turquia, que não só registou o maior aumento (de 62% para 64,8%), como foi o único país da OCDE com uma inflação superior a 10%.

No outro extremo, a inflação registou uma descida acentuada no último mês do ano na Hungria (menos 2,4 pontos para 5,5%), na Suécia (menos 1,4 pontos para 4,4%) e no Chile (nove décimas de ponto para 3,9%).

A Costa Rica foi mais uma vez o único país da organização com uma inflação negativa (-1,8% em dezembro, menos 0,2 pontos percentuais, contra -1,6% em novembro).

A inflação média da OCDE em 2023 (calculada com a média dos 12 meses do ano) foi de 6,9%, contra 9,5% em 2022.

Leia Também: IP lança estudos prévios e ambientais para ligação Porto-Braga

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório