Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
15º
MIN 8º MÁX 16º

Consumidores da zona euro reveem em alta inflação de longo prazo

Os consumidores da zona do euro esperam que a inflação se situe em 2,5% nos próximos três anos, o que significa rever em alta a estimativa anterior de 2,4% e superar as expectativas do Banco Central Europeu (BCE).

Consumidores da zona euro reveem em alta inflação de longo prazo
Notícias ao Minuto

12:48 - 06/02/24 por Lusa

Economia BCE

O BCE publicou hoje o seu inquérito aos consumidores de dezembro, que alargou a mais cinco países da zona euro e que representa agora 96% do Produto Interno Bruto (PIB) e 94% da população.

Em dezembro, os consumidores consideravam que a inflação se tinha situado em 6,9% nos últimos 12 meses (contra 7,6% no inquérito anterior), enquanto, em relação ao próximo ano, esperavam que atingisse 3,2%, a estimativa mais baixa desde fevereiro de 2022 e a terceira descida consecutiva.

A taxa de inflação na zona euro caiu uma décima de ponto percentual em janeiro para 2,8%, depois de fechar 2023 com uma ligeira subida (2,9%), de acordo com dados do gabinete de estatísticas da UE Eurostat.

Por seu lado, o BCE previu em dezembro que este indicador se situaria em 2,7% em 2024, 2,1% em 2025 e 1,9% em 2026.

No que diz respeito ao rendimento, o rendimento dos consumidores manteve-se inalterado em 1,2%, enquanto a sua perceção das despesas nos últimos 12 meses diminuiu para 6,8%, contra 6,9% em novembro e 7% em outubro.

Em dezembro, os consumidores pensavam que a economia iria contrair-se 1,3% no ano seguinte, enquanto acreditavam que a taxa de emprego se situaria em 11,2%, contra 11,4% em novembro.

Além disso, os inquiridos esperam que o preço da sua casa aumente 2,2% daqui a 12 meses, contra 2,4% em novembro.

Leia Também: William Carvalho nega "veementemente qualquer agressão sexual"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório