Meteorologia

  • 25 ABRIL 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 19º

Bolsa de Lisboa em alta com Jerónimo Martins a subir 1,15%

A bolsa de Lisboa mantinha hoje a tendência da abertura e negociava em alta, com as ações da Jerónimo Martins a liderar os ganhos, a subirem 1,15% para 21,16 euros.

Bolsa de Lisboa em alta com Jerónimo Martins a subir 1,15%
Notícias ao Minuto

09:30 - 31/01/24 por Lusa

Economia Bolsa de Lisboa

Cerca das 09h05 em Lisboa, o PSI subia 0,70% para 6.335,20 pontos, com 12 'papéis' a subir, três a descer e um a manter a cotação (Ibersol em 6,66 euros).

Às ações da Jerónimo Martins seguiam-se as da EDP, EDP Renováveis e Sonae, que avançavam 1% para 4,04 euros, 0,85% para 14,86 euros e 0,78% para 0,90 euros.

As ações da REN, Galp e NOS subiam 0,67% para 2,27 euros, 0,58% para 14,77 euros e 0,55% para 3,27 euros.

Outras ações que avançavam eram as do BCP, Semapa e Greenvolt, designadamente 0,44% para 0,27 euros, 0,42% para 14,28 euros e 0,31% para 8,13 euros.

As outras duas ações que se valorizavam eram as dos CTT e da Corticeira Amorim, que subiam 0,27% para 3,68 euros e 0,21% para 9,43 euros.

Em sentido contrário, as ações da Navigator, Mota-Engil e Altri eram as que se desvalorizavam, estando a cair 0,62% para 3,83 euros, 0,38% para 5,20 euros e 0,17% para 4,59 euros.

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, numa sessão marcada pela reunião da Reserva Federal norte-americana (Fed), cujas decisões serão conhecidas após o fecho dos mercados na Europa.

Além das decisões da Fed, os investidores vão estar atentos à divulgação dos dados preliminares da inflação em janeiro na Alemanha e em França.

Os mercados esperam que a Fed mantenha as taxas de juro no intervalo atual - entre 5,25% e 5,5% -, pelo que as atenções estarão centradas nas declarações do presidente da instituição, Jerome Powell, sobre quando é que o organismo começará a baixar as taxas.

Na Ásia, a tendência foi mista, com perdas na China, depois de ter sido noticiado que a atividade industrial no país contraiu pelo quarto mês consecutivo em janeiro.

Wall Street fechou mista na terça-feira, com o Dow Jones a subir 0,35% para 38.467,31 pontos, um novo máximo desde que foi criado em 1986, e o Nasdaq a recuar 0,76% para 15.509,90 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro de 2021.

O rendimento da obrigação alemã a 10 anos, considerada a mais segura da Europa, estava a recuar para 2,203%, contra 2,267% na terça-feira, depois de ter fechado a 1,893% em 27 de dezembro de 2023, um mínimo desde dezembro de 2022.

Com as tensões no mar Vermelho como pano de fundo, o barril de petróleo Brent para entrega em março abriu hoje em baixa, a cotar-se a 82,60 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 82,87 dólares na terça-feira.

A nível cambial, o euro abriu a desvalorizar-se no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0820 dólares, contra 1,0839 dólares na terça-feira.

Leia Também: Bolsas europeias em alta pendentes da Fed

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório