Meteorologia

  • 18 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 25º

Economia portuguesa cresceu 2,3% em 2023, mais do que previa o Governo

No conjunto do ano 2023, o PIB registou um crescimento de 2,3% em volume, acima da previsão do Governo, que apontava para um crescimento de 2,2%. 

Economia portuguesa cresceu 2,3% em 2023, mais do que previa o Governo
Notícias ao Minuto

09:30 - 30/01/24 por Beatriz Vasconcelos

Economia INE

O produto interno bruto (PIB) cresceu 2,3% em 2023, após um aumento de 6,8% em 2022, de acordo com os dados divulgados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Este número fica acima da previsão do Governo, que apontava para um crescimento de 2,2%

"No conjunto do ano 2023, o PIB registou um crescimento de 2,3% em volume, após o aumento de 6,8% em 2022, o mais elevado desde 1987. A procura interna apresentou um contributo positivo para a variação anual do PIB, embora inferior ao observado no ano anterior, verificando-se uma desaceleração do consumo privado e do investimento", explica o INE. 

Os economistas consultados pela Lusa esperavam um crescimento próximo da taxa de 2,2% prevista pelo Governo.

Na proposta do Orçamento do Estado para 2024 (OE2024), o Ministério das Finanças prevê um crescimento da economia portuguesa de 2,2% em 2023, em linha com o previsto pelo Conselho das Finanças Públicas, pela Comissão Europeia e pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma taxa de 2,3% e o Banco de Portugal (BdP) de 2,1%.

Economia evita recessão na reta final de 2023

Olhando só para o quarto trimestre de 2023, o PIB, em termos reais, registou uma variação homóloga de 2,2%, após ter aumentado 1,9% no trimestre precedente e evitando assim entrar em recessão

"O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB manteve-se elevado no 4.º trimestre, verificando-se uma aceleração do consumo privado e uma desaceleração do investimento. O contributo da procura externa líquida para a variação homóloga do PIB passou a positivo, tendo as exportações de bens e serviços em volume apresentado um crescimento mais intenso que as importações", nota o INE.

Comparando com o 3.º trimestre de 2023, o PIB aumentou 0,8% em volume (diminuição em cadeia de 0,2% no trimestre anterior), adianta ainda o INE. 

"O contributo da procura interna para a variação em cadeia do PIB aumentou no 4º trimestre, refletindo o comportamento do consumo privado, enquanto o contributo da procura externa líquida foi menos negativo", pode ler-se. 

[Notícia atualizada às 09h37]

Leia Também: Analistas estimam crescimento da economia próximo de 2,2%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório