Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 20º

Wall Street fecha em alta com recordes do Dow Jones e S&P500

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em alta, como novos máximos para os índices Dow Jones e S&P 500, num mercado que viu nos indicadores do dia a promessa de uma 'aterragem suave' para a economia norte-americana.

Wall Street fecha em alta com recordes do Dow Jones e S&P500
Notícias ao Minuto

22:25 - 25/01/24 por Lusa

Economia Mercado

O seletivo Dow Jones valorizou 0,64%, o tecnológico Nasdaq subiu 0,18% e o alargado S&P500, mais representativo do mercado, ganhou 0,53%. Este último registou o seu quinto recorde consecutivo no encerramento da sessão de hoje.

Até o Nasdaq conseguiu terminar no 'verde', apesar da queda da Tesla (-12,13%), que perdeu cerca de 80 mil milhões de dólares de valorização durante a sessão.

A construtora de automóveis elétricos publicou resultados abaixo das expectativas, penalizada por repetidas reduções de preços, e alertou que o seu crescimento este ano seria "significativamente inferior" ao de 2023.

A ausência de previsões em números e a falta de confiança demonstrada pelos gestores durante a teleconferência de apresentação dos resultados foram particularmente preocupantes, realçou Steve Sosnick da Interactive Brokers.

Mas os investidores saudaram o valor do crescimento económico nos EUA, que atingiu 3,3% no quarto trimestre, a uma taxa anual, muito superior aos 2% previstos pelos economistas.

Numa outra altura, Wall Street poderia ter ficado tensa com a ideia de um crescimento muito mais dinâmico do que o esperado, provavelmente encorajando o banco central americano (Fed) a permanecer firme por mais tempo a nível monetário.

"Mas dentro do relatório vimos que a inflação se situou em 1,5% a uma taxa anual, o que é muito bom", destacou Tom Cahill, da Ventura Wealth Management, considerando que "há algo para deixar o Fed feliz".

"O cenário de uma aterragem suave está a tornar-se cada vez mais provável", insistiu Tom Cahill.

"O facto de a economia [norte-americana] poder permanecer tão resiliente apesar das taxas de juro tão elevadas, com o desemprego a permanecer baixo e a inflação a cair, é incrível", frisou Craig Erlam, de Oanda.

Entre as 30 cotadas no Dow Jones, destacaram-se as fortes subidas da IBM (9,49%), Dow (3,48%) e Caterpillar (3,47%). Entre as perdas estão a Boeing (-5,72%), que parece pagar pelos problemas com certificações, e a UnitedHealth (-3,86%).

Leia Também: Bolsa de Lisboa encerra a perder em contraciclo com maioria da Europa

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório