Meteorologia

  • 25 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 19º

Grécia prepara entrada em bolsa de 30% do aeroporto de Atenas

O Estado grego vai introduzir em bolsa em fevereiro 30% do capital do aeroporto internacional de Atenas (AIA), que controla, indicou hoje em comunicado a empresa.

Grécia prepara entrada em bolsa de 30% do aeroporto de Atenas
Notícias ao Minuto

15:49 - 15/01/24 por Lusa

Economia Grécia

"Estou muito satisfeito por liderar o AIA naquele que será um processo de entrada em bolsa histórico na Grécia e na nossa indústria", disse Yannis Paraschi, líder da empresa, citado no comunicado.

O aeroporto internacional de Atenas, que estará cotado na Bolsa de Atenas, recebeu mais de 28 milhões de passageiros em 2023, incluindo muitos turistas, e ultrapassou em 10,2% o anterior recorde de tráfego de passageiros de 2019, "demonstrando a sua capacidade de recuperar após a pandemia de covid-19", segundo o texto divulgado.

O Estado grego possui atualmente 55% do capital do aeroporto, com a parte restante dividida entre investidores privados, incluindo a empresa alemã de gestão de aeroportos AviAlliance, o maior acionista privado com uma participação de mais de 40%. A família Copelouzos detém cerca de 5%.

A Grécia lançou um processo de venda de numerosas participações públicas desde a grave crise económica que o país viveu entre 2009 e 2018.

A entrada do aeroporto Eleftherios Venizelos na Bolsa de Atenas deverá ser a mais importante na praça bolsista grega em mais de 15 anos, de acordo com a mesma fonte.

"O projeto de diversificação da base de investidores do AIA permitirá valorizar a empresa a longo prazo e trazer benefícios significativos para a economia grega", afirmou em comunicado o diretor-geral da agência grega de privatizações, Dimitris Politis, citado pela AFP.

Leia Também: Grécia satisfeita com "resposta europeia" sobre política migratória

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório