Meteorologia

  • 03 MARçO 2024
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 16º

"Melhor ano de sempre". Agências de viagens notam bom ritmo de vendas

O presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) garante que, apesar da conjuntura, as reservas turísticas "continuam a acontecer" para o final do ano, que se deverá saldar no melhor de sempre.

"Melhor ano de sempre". Agências de viagens notam bom ritmo de vendas
Notícias ao Minuto

07:33 - 11/12/23 por Lusa

Economia Viagens

"Continua a acontecer. Por muitas perceções que tenhamos relativamente a eventual perda de poder de compra, instabilidade política e por aí fora, a verdade é que as reservas continuam a acontecer ao ritmo que aconteceram ao longo de todo o ano, isto é: muito bom", afirma Pedro Costa Ferreira em declarações à Lusa.

Sobre os motivos que o poderão justificar esta evolução numa altura de perda de poder de compra, o responsável aponta eventual alteração de comportamento para justificar o aumento do consumo.

"As pessoas provavelmente estão a viajar em detrimento de outras opções de vida social, nomeadamente jantares. Ouvimos isso de um responsável da Google [no Congresso da APAVT na semana passada no Porto] e até posso dizer mais: na 'Black week' as primeiras informações que temos é que foram vendas absolutamente fantásticas, nunca vistas e já para o próximo ano", sublinhou Pedro Costa Ferreira.

Ainda assim, durante o Congresso da APAVT, que decorreu no Porto entre 30 de novembro e 2 de dezembro, o responsável alertou que, depois de um 2023 de confirmação da recuperação e de "alguns recordes", "ninguém se espantaria se 2024 fosse de desaceleração", já que a conjuntura é complexa.

"Portanto, tal como no início do ano [2023], em que tínhamos uma série de nuvens negras no horizonte, mas a única coisa que corria bem era a realidade, não posso mentir, continua a correr bem", reforçou.

Especificamente sobre as reservas para o próximo ano, se as agências de viagens sentem crescimentos, remata com: "Sim, provavelmente o melhor ano de sempre", com os destinos de 'réveillon' "relativamente estabilizados".

Por tradição, Algarve e Madeira costumam liderar escolhas, mas Alentejo, Lisboa, o Centro, o Norte e os Açores têm desenvolvido nos últimos anos ofertas alternativas que têm tido crescente atração.

Já quanto às viagens dos turistas nacionais para o exterior, Brasil, Cabo Verde, São Tomé, Cuba, Disneylândia Paris, são alguns dos destinos mais procurados.

Em 27 de outubro, o INE divulgou que no segundo trimestre de 2023, os residentes em Portugal realizaram 5,7 milhões de viagens, o que correspondeu a um acréscimo de 6,1% face ao período homólogo (mais 1,0% face ao segundo trimestre de 2019).

As viagens em território nacional foram determinantes para este aumento, registando um acréscimo de 5,5% (+1,5% quando comparado com o segundo trimestre de 2019) para 4,8 milhões, o que representou 85,6% das deslocações.

Para o estrangeiro cresceram 9,8%, totalizando 812,2 mil viagens (14,4% do total) e com uma aproximação progressiva aos níveis de 2019, ficando 1,9% abaixo desses valores no segundo trimestre de 2023.

Leia Também: Transportadora área LAM vendeu 12 mil bilhetes entre Maputo e Lisboa

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório