Meteorologia

  • 24 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 15º

Bolsa de Lisboa recupera com subida da Mota-Engil a atingir 4,60%

A bolsa de Lisboa seguia a meio da manhã a recuperar da queda da abertura, liderada pela Mota-Engil que subia 4,60%, para 3,86 euros.

Bolsa de Lisboa recupera com subida da Mota-Engil a atingir 4,60%
Notícias ao Minuto

11:20 - 01/12/23 por Lusa

Economia Bolsa de Lisboa

Cerca das 10h30 em Lisboa, o principal índice nacional, o PSI, seguia a aumentar 0,08%, para 6.480,01 pontos, com cinco títulos a subir, dois a permanecer inalterados e os restantes nove em queda.

A Mota-Engil continua assim em alta, à imagem das últimas sessões, seguida da REN, com uma subida de 0,82% para 2,45 euros e da Altri, que avançava 0,50% para 4,78 euros.

O BCP estava também em alta, com uma subida de 0,32% para 0,31 euros, com a Galp a encerrar a lista dos títulos em alta, aumentando 0,26% para 13,69 euros por ação.

Os títulos da Corticeira Amorim e da Ibersol mantinham-se inalterados, em 9,05 euros e 6,74 euros respetivamente.

A liderar as descidas estava a EDP Renováveis com uma queda de 1,01%, para 16,58 euros, seguida da Greenvolt, com uma descida de 0,91% para 7,05 euros.

A Greenvolt anunciou na semana passada que, nos primeiros nove meses do ano, lucros atribuíveis de 5,9 milhões de euros, uma redução homóloga de 64,7%.

Os restantes títulos seguiam também a cair na bolsa esta manhã, com a Navigator a descer 0,64% (3,75 euros), a Semapa a cair 0,44% (13,50 euros) e a Sonae a recuar 0,43% (0,92 euros).

A Jerónimo Martins descia 0,35% para 22,62 euros, a NOS caía 0,29% para 3,40 euros, os CTT recuavam 0,28% para 3,55 euros e a EDP com uma queda ligeira de 0,02%, para 4,39 euros.

As principais bolsas europeias estavam também hoje em alta, antecipando as declarações do presidente da Reserva Federal (Fed) norte-americana, Jerome Powell, que podem indicar o caminho a seguir na evolução das taxas de juro.

Por volta das 09h40 (hora de Lisboa) o EuroStoxx 600 avançava 0,68%, para 464,76 pontos.

A bolsa de Londres crescia 0,83% e a de Frankfurt avançava 0,73%. Paris subia 0,62%, enquanto Milão e Madrid avançavam 0,47%.

O presidente da Fed participa hoje num debate onde poderá dar mais pistas sobre as futuras decisões de política monetária americana, sendo que Powell tem admitido todas as possibilidades sobre as taxas de juro. 

Do outro lado do Atlântico, a bolsa nova-iorquina concluiu na quinta-feira sem rumo a sua última sessão de novembro, que foi o melhor mês do ano até aqui para os índices.

Os resultados definitivos indicam que o Dow Jones Industrial Average ganhou 1,47% e o alargado S&P500 avançou 0,38%, enquanto o alargado Nasdaq perdeu 0,23%.

No conjunto do mês, o Dow Jones e o S&P500, o mais representativo do mercado bolsista, valorizaram mais de oito por cento e o tecnológico cerca de 10%.

Novembro revelou-se o melhor mês desde julho de 2022 para o S&P500 e o Nasdaq, ao passo que o Dow Jones exibe o melhor desempenho mensal desde outubro de 2022.

O barril de petróleo Brent para entrega em janeiro de 2024 fechou a 82,83 dólares, face aos 83,10 dólares de quarta-feira.

A nível cambial, o euro estava a valorizar-se no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se em 1,0901, face a 1,0890 na quinta-feira e a 1,0462 dólares em 03 de outubro, um mínimo desde dezembro de 2022.

Leia Também: Bolsa de Lisboa inverte tendência e abre a cair 0,11%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório