Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 18º

Hidrogénio em Sines já tem 'ok' para verbas? "Selo comprova relevância"

Ministério do Ambiente considera que a decisão da Comissão Europeia "comprova a relevância estratégia destas infraestruturas para os objetivos e metas da União Europeia".

Hidrogénio em Sines já tem 'ok' para verbas? "Selo comprova relevância"
Notícias ao Minuto

13:36 - 28/11/23 por Notícias ao Minuto com Lusa

Economia Ministério do Ambiente

A Comissão Europeia escolheu um projeto de hidrogénio em Sines e o gasoduto marítimo apto para hidrogénio 'verde' como projetos de interesse comum, para poderem receber financiamento comunitário, sendo que o Ministério do Ambiente considerou, esta terça-feira, que esta decisão comprova a relevância estratégia destes projetos

"Portugal viu hoje reconhecidos dois projetos estruturantes de transporte de hidrogénio verde – o ‘H2Med/CelZa' e o 'Portuguese Hydrogen Backbone' - como PICs ao nível europeu. Este selo comprova a relevância estratégia destas infraestruturas para os objetivos e metas da União Europeia", pode ler-se num comunicado do Ministério tutelado por Duarte Cordeiro ao qual o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Esta decisão de Bruxelas "possibilita, em sequência, que estas sejam elegíveis para se candidatarem a financiamento europeu, ao abrigo do Connecting Europe Facility – Energy ('CEF-E'), que poderá apoiar até 75% dos custos elegíveis". 

Segundo o Executivo, o 'H2Med/CelZa', submetido pela REN-Gasodutos "representa um investimento de 204 milhões e terá cerca de 242 km de condutas, dos quais 162 km em Portugal". Além disso, "esta infraestrutura será complementada por outros projetos, nomeadamente pela interligação H2Med/BarMar (Espanha-França) e por infraestruturas que ligarão as redes de hidrogénio francesas e alemãs.

"Possibilitará, assim, o surgimento de um dos principais corredores de hidrogénio verde através do Mediterrâneo", conclui o Governo. 

A Comissão Europeia escolheu hoje um projeto de hidrogénio em Sines, que garantiu não estar em investigação, e o gasoduto marítimo apto para hidrogénio 'verde' como projetos de interesse comum (incluindo o BarMar), para poderem receber financiamento comunitário.

Em causa está a nova lista da União Europeia (UE) de projetos de interesse comum e de interesse mútuo, hoje divulgada, da qual constam as 166 iniciativas energéticas transfronteiriças aptas para se candidatarem a apoio financeiro comunitário por estarem em linha com o Pacto Ecológico Verde.

Um dos projetos é, então, o eletrolisador H2Sines.RDAM, que fonte oficial da Comissão Europeia garantiu à Lusa não ser o que está a ser investigado em Portugal.

"A informação de que disponho é de que têm nomes semelhantes, mas trata-se de um projeto diferente", referiu a mesma fonte da tutela da Energia, indicando não ter mais informações sobre as investigações no país sobre os setores do hidrogénio e do lítio.

"Não fomos informados sobre essa matéria. A informação de que dispomos é o que vemos nas notícias, mas as investigações estão nas mãos das autoridades portuguesas", afirmou a fonte à Lusa.

O H2Sines.RDAM trata-se de uma cadeia de abastecimento marítimo de hidrogénio líquido renovável entre este porto e o de Roterdão, nos Países Baixos.

Ainda na parte das interconexões de hidrogénio na Europa Ocidental, Bruxelas escolheu como projeto de interesse comum o "corredor Portugal - Espanha - França -- Alemanha", que inclui infraestruturas internas de hidrogénio em Portugal, interligações entre Portugal e Espanha, uma infraestrutura interna em Espanha, a "interligação de hidrogénio Espanha -- França, atualmente conhecida como BarMar" e ainda infraestruturas em França com conexão à Alemanha.

Leia Também: Hidrogénio em Sines e gasoduto ibérico podem receber verbas da UE

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório