Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 15º

Bolsas europeias em alta, pendentes da confiança empresarial na Alemanha

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, pendentes do preço do petróleo e dos valores dos juros das dívidas soberanas, bem como do inquérito IFO sobre a confiança empresarial na Alemanha.

Bolsas europeias em alta, pendentes da confiança empresarial na Alemanha
Notícias ao Minuto

09:24 - 25/09/23 por Lusa

Economia Mercado

Às 08h55 em Lisboa, o EuroStoxx 600 avançava 0,05%, para 453,58 pontos.

As bolsas de Paris e Frankfurt subiam 0,06% e 0,01%, bem como as de Madrid e Milão, que se valorizavam 0,13% e 0,21%, respetivamente.

Londres foi a exceção, já que descia 0,09%.

Depois de abrir em baixa, a Bolsa de Lisboa manteve a tendência, situando-se às 08:55 o índice principal, o PSI, a cair 0,19%, para 6.156,58 pontos.

As bolsas europeias e Wall Street fecharam a semana passada a vermelho, afetadas pela mensagem da Reserva Federal dos EUA (Fed) de que as taxas de juro se manterão elevadas durante mais tempo do que o previsto.

Esta manhã, na Ásia, as principais bolsas registaram resultados mistos, com o Nikkei, em Tóquio, a subir, mas as praças chinesas a caírem, com o foco no setor imobiliário após o mergulho da Evergrande (mais de 20%), depois de anunciar que não pode emitir nova dívida.

Com o euro a cotar-se a 1,065 dólares, na Europa o mercado volta a olhar para os preços da energia, onde o petróleo Brent, depois de quatro sessões de quedas, está a subir hoje 0,64% para 93,94 dólares.

Do mesmo modo, no mercado da dívida, os juros das obrigações soberanas mantêm-se próximas de máximos históricos, perante a previsão de taxas de juro elevadas durante mais tempo que inicialmente previsto.

Depois das decisões de política monetária dos vários bancos centrais na semana passada, as atenções centram-se hoje na publicação do inquérito IFO sobre a confiança dos empresários alemães.

Na sexta-feira, Wall Street fechou em baixa, com o Dow Jones a descer 0,31%, para 33.963,84 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 04 de janeiro de 2022.

O Nasdaq terminou a recuar 0,09%, para 13.211,81 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro de 2021.

A nível cambial, o euro abriu a desvalorizar-se no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0651 dólares, contra 1,0653 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em novembro abriu a subida no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 93,94 dólares, contra 93,27 dólares na sessão anterior.

Leia Também: Bolsa de Lisboa abre a cair 0,13%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório