Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

"Abertura negocial" do Governo Regional sobre futuro da RTP

O PS/Açores realçou hoje que a apresentação de três propostas para o futuro do Serviço Público de Rádio e Televisão demonstra a "abertura negocial" do Governo Regional e a procura de um "consenso".

"Abertura negocial" do Governo Regional sobre futuro da RTP
Notícias ao Minuto

17:35 - 26/06/14 por Lusa

Economia PS Açores

"Alargando o leque de soluções possíveis, a região deixa bem clara a sua abertura negocial e o empenho que coloca num desfecho célere e eficaz do processo", frisou o dirigente socialista André Bradford, numa conferência de imprensa, em Angra do Heroísmo.

O Governo Regional socialista enviou, na terça-feira, três propostas sobre o futuro da RTP regional ao ministro-Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Poiares Maduro, a criação de uma "empresa 100% pública, 100% regional", a criação de uma "empresa de capitais partilhados" entre o executivo açoriano e a RTP e uma "solução minimalista", que mantém o atual centro regional da RTP.

André Bradford lembrou que o PS tem defendido desde a campanha eleitoral a criação de uma empresa 100% pública e regional, mas admitiu qualquer uma das outras soluções, a mistura de todas ou uma quarta opção, desde que sejam salvaguardados determinados princípios.

"Consideramos fundamental que a solução a adotar permita que a Televisão e a Rádio públicas tenham, nos Açores, plena capacidade de gestão e administração, beneficiando igualmente de autonomia editorial e financeira, de modo a potenciar os recursos alocados e assegurar a máxima eficiência na gestão dos mesmos", frisou.

O dirigente socialista realçou ainda a necessidade de "definir de modo claro" a situação dos trabalhadores da RTP/Açores e de "alocar a esse serviço a Contribuição para o Audiovisual" cobrada na região, que deverá ascender a mais de três milhões de euros, em 2014.

Ao contrário do que propôs Poiares Maduro, os socialistas açorianos rejeitam a separação das componentes informativa e de produção de conteúdos.

André Bradford sublinhou que o Governo Regional procurou apresentar uma proposta "o mais consensual possível", ouvindo todos os partidos políticos com representação parlamentar, os representantes dos trabalhadores e o Conselho de Opinião.

Nesse sentido, lamentou as críticas do líder regional do PSD às propostas do executivo açoriano, alegando que só se deveria ter pronunciado "quando tivesse alguma coisa para dizer".

"O doutor Duarte Freitas não resiste à tentação de falar mal, mesmo admitindo que não teve tempo de aprofundar o documento elaborado pelo Governo Regional e que não o conhece bem", frisou.

Na quarta-feira, o líder do PSD/Açores, Duarte Freitas, disse que não tinha tido oportunidade de aprofundar o documento, mas parecia ser "mais um repositório de um conjunto de soluções do que uma solução concreta em si".

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório