Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º

Banco central da Suécia sobe taxas diretoras em 25 pontos base para 4%

O banco central da Suécia (Riksbank) anunciou hoje uma subida de 25 pontos base nas taxas de juro diretoras para 4%, o nível mais alto desde 2008, para combater a inflação.

Banco central da Suécia sobe taxas diretoras em 25 pontos base para 4%
Notícias ao Minuto

10:26 - 21/09/23 por Lusa

Economia Suécia

"A subida das taxas e a descida dos preços da energia contribuíram para que a inflação começasse a descer. A evolução está a ir na direção certa, mas a pressão inflacionista na economia sueca ainda é demasiado elevada", afirmou o Riksbank num comunicado.

O Riksbank, que adverte para a possibilidade de novas subidas das taxas a curto prazo, explicou que o aumento dos preços dos serviços e a coroa "injustificadamente fraca" estão a manter a inflação elevada e aumentam o risco de que esta não desça para cerca de 2% com a rapidez suficiente.

A coroa atingiu um mínimo histórico de 12 unidades por euro na segunda-feira e desvalorizou-se 7% em relação ao euro desde o início deste ano.

"Atualmente, a coroa está subvalorizada. A evolução económica na Suécia em relação ao resto do mundo indica que a coroa irá fortalecer-se no futuro, embora seja difícil prever quanto e quando", refere o comunicado.

De acordo com as previsões do Riksbank, as taxas de juro diretoras permanecerão acima de 4% até, pelo menos, ao terceiro trimestre de 2025.

Uma vez que o Riksbank aumentou as taxas em 2022 para 0,25%, na primeira subida em dois anos e a primeira vez que foram fixadas em valores positivos desde 2014, encadeou vários acréscimos consecutivos, como fizeram outros bancos centrais europeus.

Leia Também: Suécia reduz esforço contra emissões em nome da luta contra a inflação

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório