Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 18º

Cinco dicas para poupar com o eletrodoméstico que mais 'pesa' na fatura

Está sempre ligado e, por isso, consome quantidades elevadas de energia. Saiba como poupar com a utilização do frigorífico.

Cinco dicas para poupar com o eletrodoméstico que mais 'pesa' na fatura
Notícias ao Minuto

07:45 - 03/08/23 por Notícias ao Minuto

Economia Energia

Sim, o frigorífico é o eletrodoméstico que mais consome energia. Por isso, é importante ter alguns cuidados para reduzir os gastos de eletricidade, tanto quanto possível. 

"Por estar sempre ligado, o frigorífico consome quantidades elevadas de energia, o que, no fim do mês, pesa na fatura da eletricidade. No entanto, há formas de reduzir este consumo, evitando determinados erros comuns na utilização deste equipamento", diz a Proteste Casa. 

A plataforma ligada ao imobiliário dá cinco dicas de utilização do frigorífico. Tome nota: 

1. Escolha o equipamento de forma consciente

"Na hora de comprar um frigorífico novo, não deve olhar só ao preço. É importante que compare o custo de utilização e opte por um modelo mais eficiente. Mesmo que seja mais caro, acaba por compensar a médio prazo, pois gasta menos energia.

Outro ponto a ter em conta é o tamanho do equipamento. Os frigoríficos mais volumosos tendem a consumir mais eletricidade. Desta forma, só deve comprar um aparelho de maiores dimensões se precisar de armazenar muitos alimentos. Se não for o caso, estará a desperdiçar energia sem necessidade. É importante deixar algum espaço entre as caixas e os alimentos para que o ar frio circule sem obstáculos."

2. Não encoste o frigorífico à parede... nem ao fogão

"Por norma, deve manter algum espaço entre o frigorífico e a parede atrás e outros equipamento da cozinha. Porquê? Porque pode prejudicar a correta ventilação do aparelho, exigindo, assim, um maior esforço do equipamento, o que aumentará os consumos de energia. Cerca de 10 centímetros de distância será suficiente. 

Deve, ainda, afastar o frigorífico do forno ou de qualquer outra fonte de calor, incluindo a exposição direta à luz solar. Caso contrário, o aparelho terá de fazer um esforço maior para manter a temperatura no interior."

3. Evite temperaturas muito frias e não deixe acumular gelo nas paredes

"Regule o termóstato em função da temperatura ambiente. Deve garantir que estão 5 ºC a 7 ºC no frigorífico e -18 ºC no congelador. Temperaturas abaixo destes valores estarão a contribuir para um aumento da energia consumida, sem qualquer vantagem na conservação dos alimentos.

Os equipamentos que não têm tecnologia 'no frost' tendem a acumular gelo nas paredes, aumentando, assim, os consumos. Logo que possível, deve remover o gelo e limpar o compartimento afetado. A acumulação anormal de cristais de gelo pode levar ao desgaste das borrachas das portas do frigorífico, contribuindo para que estas deixem de vedar corretamente."

4. Limpe o frigorífico com alguma frequência

"Limpar periodicamente o frigorífico ajuda a prolongar o seu tempo de vida e a combater odores desagradáveis, provocados pelo armazenamento incorreto dos alimentos, e a formação de bolor ou bactérias.

Assim, faça uma limpeza a fundo de seis em seis meses. Remova o pó acumulado nas grelhas de ventilação atrás do aparelho com um pano húmido ou o aspirador. Passe, também, uma esponja com detergente da loiça, ou vinagre branco, pelas juntas de borracha da porta."

5. Uma boa arrumação ajuda a poupar

"É fundamental arrumar os alimentos de forma lógica no frigorífico, pois, assim, irá encontrar rapidamente o que pretende quando quiser consumir ou cozinhar algum produto. Estará a evitar que a porta fique muito tempo aberta e, como tal, que o frio saia. A saída de frio leva a que o aparelho tenha de aumentar os seus consumos para repor a temperatura ideal no interior.

Assim, siga a seguinte arrumação:

  • coloque as frutas numa gaveta e os legumes noutra;
  • os iogurtes, as natas e as compotas podem ficar juntos;
  • o fiambre, os produtos de charcutaria e as conservas devem ficar noutra zona;
  • o peixe, a carne e as sobras de pratos cozinhados ficam na parte mais fria."

Leia Também: É (ou quer ser) investidor? Conheça estes simuladores da CMVM

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório