Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 21º

Arábia Saudita empresta 500 milhões à Tunísia em crise financeira

A Arábia Saudita vai conceder um "empréstimo e subvenção em condições favoráveis" de 500 milhões de dólares (446 milhões de euros) à Tunísia, que enfrenta uma crise financeira e impasse com o Fundo Monetário Internacional, anunciou hoje fonte oficial.

Arábia Saudita empresta 500 milhões à Tunísia em crise financeira
Notícias ao Minuto

20:51 - 20/07/23 por Lusa

Economia Empréstimo

Endividado em cerca de 80% do seu PIB, o país magrebino negoceia há quase dois anos um novo empréstimo de cerca de 2 mil milhões de dólares do Fundo Monetário Internacional (FMI), mas as negociações estão paradas, com o Presidente tunisino, Kais Saied, a rejeitar as reformas recomendadas pela organização sediada em Washington.

O ministro das Finanças saudita, Mohammed al-Jadaan, e o seu homólogo tunisino, Sihem Boughdiri, "assinaram hoje, em Tunes, um acordo de empréstimo concessional no montante de 400 milhões de dólares americanos", anunciou a agência noticiosa oficial saudita SPA.

Os dois responsáveis assinaram igualmente "um memorando de entendimento que prevê uma subvenção de 100 milhões de dólares", acrescentou a mesma fonte.

Riade já tinha concedido um empréstimo de 500 milhões de dólares ao Banco Central da Tunísia em 2019, adiantou a agência SPA.

Vários países do Golfo tornaram-se, nos últimos anos, cada vez mais importantes como credores internacionais, incluindo a China e a Índia.

No entanto, em Davos, em janeiro, Jadaan avisou que Riade tinha "mudado a forma como dá ajuda" a outros países, e que estava agora a olhar para os seus "próprios interesses", depois de ter passado cheques em branco a economias frágeis.

No início deste mês, os cofres do banco estatal paquistanês foram reforçados por depósitos de 2 mil milhões de dólares da Arábia Saudita e de mil milhões de dólares dos Emirados Árabes Unidos, pouco antes de o FMI aprovar uma ajuda de 3 mil milhões de dólares a Islamabad.

Quando estava a recuperar da pandemia de covid-19, a Tunísia foi novamente atingida pela guerra na Ucrânia, que fez disparar o preço dos cereais e do petróleo que importa.

Leia Também: Turquia vende 'drones' para a Arábia Saudita

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório