Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
16º
MIN 10º MÁX 16º

Energia. Economistas apelam a preparação face a choques no futuro

Economistas presentes no fórum anual do Banco Central Europeu (BCE), em Sintra, apelaram hoje à preparação para possíveis choques nos mercados energéticos nos próximos anos, que poderão ser mais frequentes e persistentes.

Energia. Economistas apelam a preparação face a choques no futuro
Notícias ao Minuto

15:43 - 27/06/23 por Lusa

Economia Energia

"Há uma grande incerteza, mas seria prudente prepararmo-nos para a possibilidade de choques mais persistentes e frequentes no mercado de energia", afirmou a governadora do Banco Central da Noruega, Ida Wolden Bache, durante um painel dedicado a alterações estruturais no mercado da energia e implicações para a inflação.

A governadora norueguesa assinalou que, com uma maior proporção de renováveis no 'mix' energético e sistemas de armazenamento insuficientes, a oferta pode tornar-se mais "imprevisível" e apelou aos bancos centrais para aprofundarem o conhecimento dos mercados energéticos.

"Os esforços para combater as alterações climáticas podem alterar a estrutura das nossas economias de tal forma que alguns modelos existentes baseados em dados históricos serão menos relevantes", alertou, considerando "crucial" poder identificar a origem e natureza dos choques de energia "em tempo real".

Defendeu ainda uma política monetária "flexível e voltada para o futuro", mas considerou que a flexibilidade "não pode ocorrer às custas da credibilidade".

No mesmo painel, Miguel Gil Tertre, economista-chefe da Comissão Europeia (CE), também alertou para os choques energéticos, identificando duas fontes de volatilidade para os próximos anos: a disparidade entre a oferta e a procura relacionada com os combustíveis fósseis e a instabilidade da tecnologia verde devido à sua dependência do clima.

Considerou ainda que atualmente existe "menos hipóteses" de a Rússia usar o mercado energético como arma.

Os debates do Fórum BCE arrancaram esta manhã, com uma abertura pela presidente do BCE Christine Lagarde, que sinalizou que as taxas de juro vão continuar a subir.

O encerramento do evento na quarta-feira ficará marcado por um painel de debate sobre política monetária com Lagarde, o presidente da Reserva Federal norte-americana, Jerome Powell, o governador do Banco de Inglaterra (BoE, sigla em inglês), Andrew Bailey, e o governador do Banco do Japão (BOJ, sigla em inglês), Kazuo Ueda.

Leia Também: Espanha mantém alimentos básicos sem IVA e descontos nos transportes

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório