Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Projeto com a Galiza instala 242 painéis fotovoltaicos na ETAR do Freixo

O projeto Aqualitrans II, financiado pela União Europeia e que envolveu entidades da Galiza e do Porto, levou à instalação de 242 painéis fotovoltaicos na Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) do Freixo, no Porto, foi hoje apresentado.

Projeto com a Galiza instala 242 painéis fotovoltaicos na ETAR do Freixo
Notícias ao Minuto

14:06 - 27/06/23 por Lusa

Economia Porto

"Este é um primeiro passo. Nós estamos, neste momento, a desenvolver uma estratégia para todas as ETAR para melhorar ainda bastante a eficiência energética, tendente àquilo que são também os objetivos da cidade, que, como se sabe, são ambiciosos para 2030", disse à Lusa Filipe Araújo, presidente da Águas e Energia do Porto e também vice-presidente da Câmara Municipal, referindo-se ao Pacto do Porto para o Clima, que aponta para a neutralidade carbónica na cidade em 2030.

Em causa está o projeto Aqualitrans II, uma iniciativa de cooperação transfronteiriça entre Portugal e Espanha, liderada pelo Instituto Tecnológico da Galiza (ITG), em que também participam a Augas de Galicia, o Instituto Galego de Energia (INEGA), o Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial (INEGI) e a Águas e Energia do Porto.

No caso da ETAR do Freixo, onde decorreu a apresentação do projeto, a instalação dos painéis com uma potência instalada de 133 kWp (quilowatt-pico) e uma produção anual de 178 MWh (megawatt-hora) "reduziu o seu consumo energético em aproximadamente 4%".

Filipe Araújo assinalou que o projeto "também desenvolveu plataformas tecnológicas que fazem uma análise da eficiência energética das próprias ETAR", havendo "vários componentes, nomeadamente mecânicos, que podem ser sujeitos a melhorias".

Na Galiza, o projeto envolveu seis ETAR (Gondomar, Tomiño, Vilaboa, Nigrán, Ortigueira e Alfoz), com a instalação de mais de 300 painéis fotovoltaicos distribuídos pelas diferentes infraestruturas, com uma potência total de cerca de 160 kWp (quilowatt-pico).

O diretor da Divisão de Energia do ITG, Santiago Rodríguez, disse à Lusa que foi observado, nos estudos feitos, "um potencial de poupança elevado" de energia, já que os consumos são muito elevados, apesar do valor da poupança final ficar perto dos 5%.

"Podemos chegar a um potencial de poupança próximo aos 20%, supondo que poderíamos implementar todas as medidas", como por exemplo mudar motores das ETAR, acrescentou, salientando que é um "potencial teórico".

A iniciativa foi financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito do programa INTERREG V-A Espanha-Portugal 2014-2020 (POCTEP), e representa a continuação do projeto AQUALITRANS, iniciado em 2017.

Sobre a continuação do projeto, Filipe Araújo disse ser necessário "aguardar pelo próximo quadro comunitário para saber" se acontecerá, mas destacou as "muito boas relações com os parceiros envolvidos neste projeto e com outros parceiros europeus".

Leia Também: Acciona notifica AdC da compra da Amper e central da Amareleja

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório