Meteorologia

  • 03 MARçO 2024
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 15º

Bolsa de Lisboa em alta com Greenvolt a subir mais de 1%

A bolsa de Lisboa estava hoje em alta ligeira, a manter a tendência da abertura, com as ações da Greenvolt a subirem 1,21% para 6,28 euros.

Bolsa de Lisboa em alta com Greenvolt a subir mais de 1%
Notícias ao Minuto

09:36 - 27/06/23 por Lusa

Economia mercados

Cerca das 9h05 em Lisboa, o PSI avançava 0,06% para 5.912,17 pontos, com a cotação de 11 'papéis' a subir, quatro a descer e um a manter-se (Mota-Engil em 2,07 euros).

Às ações da Greenvolt seguiam-se as dos CTT e da REN, que subiam 0,73% para 3,43 euros e 0,60% para 2,49 euros.

As ações da NOS, EDP Renováveis e Corticeira Amorim também eram das que mais avançavam, designadamente 0,48% para 3,34 euros, 0,32% para 18,74 euros e 0,30% para 6,74 euros.

Mais moderadamente, as ações da EDP, Navigator e Jerónimo Martins subiam 0,29% para 4,51 euros, 0,19% para 3,11 euros e 0,16% para 25,46 euros.

As outras duas ações que se valorizavam eram as da Semapa e da Sonae, que subiam 0,15% para 12,98 euros e 0,06% para 0,91 euros, respetivamente.

Em sentido contrário, as ações do BCP e Altri desciam de cotação, designadamente 0,56% para 0,21 euros e 0,52% para 4,18 euros.

As outras duas ações que se valorizavam eram as da Corticeira Amorim e da Galp, que desciam 0,21% para 9,61 euros e 0,05% para 10,65 euros, respetivamente.

As principais bolsas europeias estavam hoje a subir, num dia em que o mercado aguarda a presença da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, no segundo dia do fórum anual da organização em Sintra.

Apesar de mais um dia de dúvidas sobre a evolução da economia face à política monetária dos bancos centrais, as bolsas abriram no verde, animadas pelo bom desempenho da maioria das praças asiáticas, que reagiram positivamente às declarações do Primeiro-ministro da China, Li Qiang, em que ratificou o objetivo de crescimento económico do país para 2023 e em que deu a entender que o Governo pretende estimular a economia com novas medidas fiscais, segundo os analistas da Link Securities.

Neste contexto, a sessão de hoje será marcada pelo discurso de Lagarde no fórum da instituição em Sintra, onde também comparecerão outros membros do BCE.

Por outro lado, os investidores continuam a acompanhar a tensão na Rússia, após a tentativa de motim do grupo Wagner contra o Exército russo.

Entre as referências macroeconómicas na Europa, será divulgada a confiança das empresas italianas, enquanto nos EUA serão divulgados o índice de vendas a retalho da Redbook e o índice de confiança dos consumidores de junho do The Conference Board.

Na segunda-feira, a bolsa de Wall Street fechou em baixa, com o Dow Jones a cair 0,04% para 33.714,71 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 4 de janeiro de 2022.

O Nasdaq terminou a cair 1,16% para 13.335,78 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro de 2021.

A nível cambial, o euro abriu a subir no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0938 dólares, contra 1,0909 dólares na segunda-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em agosto abriu a subir no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 74,65 dólares, contra 74,18 dólares na segunda-feira e 71,84 em 12 de junho, um mínimo desde janeiro de 2022.

Leia Também: Bolsas europeias a subir à espera da intervenção da presidente do BCE

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório