Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2020
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Desafio da EDP no Brasil é ajudar a desenvolver o setor elétrico

O presidente executivo da EDP - Energias do Brasil, Miguel Setas, afirmou hoje que o principal desafio da empresa no país é ajudar a desenvolver o setor elétrico, com investimentos em infraestrutura que gerem maior confiança.

Desafio da EDP no Brasil é ajudar a desenvolver o setor elétrico

"[O desafio] é participar nessa construção que está em curso, e que é necessária para criar condições para o desenvolvimento económico e social do país", afirmou Miguel Setas, durante um evento no Consulado Geral de Portugal em São Paulo.

Em termos de faturação no mercado brasileiro, o gestor disse que a EDP vive um ano de incertezas. Nos cinco primeiros meses do ano, o consumo de energia no país aumentou 6,5%, devido às altas temperaturas, mas decaiu a partir de maio.

"A faturação depende da evolução do consumo, que está dependente das condições climatéricas e da temperatura. É difícil de projetar", disse o presidente executivo da elétrica no Brasil, realçando que a previsão de crescimento para o fim do ano está em linha com as expectativas da empresa.

Os três principais projetos da EDP no Brasil que estão a ser desenvolvidos neste ano são a construção de três centrais hidroelétricas: a de Santo Antônio do Jari, de 373 megawatts, a de Cachoeira Caldeirão, de 219 megawatts, ambas no Estado do Pará (norte do Brasil), e a de São Manoel, de 700 megawatts, entre Pará e Mato Grosso.

A primeira, de acordo com as previsões, deverá ser entregue até o fim deste ano e, as outras, em 2017 e 2018, respetivamente. O investimento total deste ano nos projetos é de 1,7 mil milhões de reais (563 milhões de euros).

Miguel Setas inaugurou hoje ao lado do cônsul de Portugal em São Paulo, Paulo Lourenço, o projeto "Consulado Verde", que consiste na implementação de tecnologias sustentáveis naquela representação diplomática, como luzes de LED, painéis solares e veículos elétricos, como três bicicletas e uma moto.

O projeto, que já está a funcionar, deverá ser concluído até o fim do ano, com a iluminação interna do consulado.

A EDP no Brasil registou no primeiro trimestre de 2014 um lucro líquido de 99,6 milhões de reais (33 milhões de euros), que representa um aumento de 10,3% face ao mesmo período do ano anterior. A receita operacional líquida da empresa foi de 2,1 mil milhões de reais (696 milhões de euros) no mesmo período.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório