Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2023
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 19º

Credit Suisse. Parlamento suíço terá comissão de inquérito sobre compra

Os senadores suíços aprovaram hoje a criação de uma comissão parlamentar de inquérito, extremamente rara no país, para esclarecer como as autoridades lidaram com a aquisição do Credit Suisse pelo UBS.

Credit Suisse. Parlamento suíço terá comissão de inquérito sobre compra
Notícias ao Minuto

14:55 - 08/06/23 por Lusa

Economia Credit Suisse

Os senadores votaram a favor da comissão por 37 votos contra cinco, assim como os deputados já haviam feito, na quarta-feira, desta vez por unanimidade.

Esta comissão pretende avaliar "a legalidade, oportunidade e eficácia das atividades" das autoridades suíças na aquisição do Credit Suisse pelo UBS, tendo como objetivo informar as duas câmaras sobre as responsabilidades e quaisquer "lacunas observadas a nível institucional".

Para evitar que o segundo maior banco do país fosse à falência, as autoridades suíças organizaram a aquisição pelo UBS sob a liderança do Ministério das Finanças, do banco central e da Finma, a autoridade de supervisão financeira.

Em 19 de março, o UBS concordou em comprar o rival por 3.000 milhões de francos suíços (equivalente em euros), sujeito a garantias da Confederação.

A comissão de inquérito será composta por 14 membros, representando deputados e senadores em partes iguais. Ele se certificará de representar todos os principais partidos. Um orçamento de 5 milhões de francos será alocado a ela para realizar seus trabalhos.

Na sexta-feira, o governo disse que deu o "total apoio" a esta comissão, considerando "útil e necessário avaliar em detalhe" os acontecimentos que levaram a este resgate de emergência.

As comissões parlamentares de inquérito são extremamente raras na Suíça, sendo esta apenas a quinta na história do Parlamento.

A última comissão parlamentar de inquérito data de 1995 e teve como objetivo apurar falhas relativas à Caixa Federal de Pensões, alicerce do sistema do reformas.

Esta é a ferramenta "mais poderosa" à disposição do Parlamento, que "o autoriza, entre outras coisas, a consultar as atas confidenciais do Conselho Federal e a realizar verdadeiros interrogatórios com altos funcionários", observa o diário Swiss Le Temps.

A fusão do Credit Suisse pelo UBS, que deve ser finalizada em 12 de junho, levanta preocupações na Suíça quanto ao emprego, à concorrência e ao peso do banco em relação ao tamanho da economia suíça.

Para facilitar a aquisição, foram disponibilizados cerca de 259 mil milhões de francos, entre garantias da Confederação e liquidez emprestada pelo banco central.

Leia Também: Aquisição do Credit Suisse pelo UBS deverá ficar concluída no dia 12

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório