Meteorologia

  • 17 JANEIRO 2022
Tempo
15º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Transportes e têxteis: os menos afetados pela crise

A crise verificada nos últimos anos afetou vários setores da economia, porém, segundo noticia esta quarta-feira o jornal Diário Económico, alguns setores foram mais afetados do que outros, sendo que os têxteis e transportes são exemplos de alguns que melhor resistiram a austeridade posta em marcha pelo Governo.

Transportes e têxteis: os menos afetados pela crise

Em termos de comportamento económico das empresas portuguesas durante o período de austeridade vivido em Portugal nos últimos anos, os setores têxtil e dos transportes foram, segundo avança esta quarta-feira o Diário Económico, os que melhor resistiram à crise. No reverso da medalha, hotelaria e restauração foram mais penalizados, a par da saúde e educação.

A base para estas conclusões foi a análise realizada pelo Bureau van Djik que efetuou a análise a uma base de dados, concluindo que entre 2002 e 2013 foram mais de 28 mil as empresas que fecharam portas em Portugal.

“As fortes oscilações na evolução do consumo de bens duradouros e nos ciclos de investimento das administrações públicas, empresas e das próprias famílias”, explica o economista Daniel Bessa ao Económico, sendo que segundo o mesmo, as empresas do setor têxtil e vestuário resistiram melhor “por terem iniciado um processo de ajustamento muito antes da crise”.

O ‘mau comportamento’ das empresas em alguns setores estará, por seu lado, intimamente relacionado com “os efeitos decorrentes da procura provocada pela diminuição do rendimento disponível dos portugueses”, explica o economista, acrescentando ainda que "a crise veio aprofundar o processo de reestruturação do tecido produtivo e alterar a sua natureza".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório