Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 15º

Programa Transformar Comércio com balanço "muito positivo"

O secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços fez hoje um balanço "muito positivo" do Programa Transformar Comércio, criado para apoiar empresas dos concelhos do Parque Natural da Serra da Estrela, em consequência dos incêndios de 2022.

Programa Transformar Comércio com balanço "muito positivo"
Notícias ao Minuto

18:25 - 03/04/23 por Lusa

Economia Governo

Nuno Fazenda, que falava à agência Lusa no final de uma sessão realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Gouveia, no distrito da Guarda, onde a diretora-geral da Direção Geral das Atividades Económicas (DGAE), Fernanda Ferreira Dias, apresentou os resultados do programa, que recebeu 336 candidaturas, fez "um balanço muito positivo" do mesmo.

Segundo o governante, o programa lançado pelo Governo para apoiar empresas dos concelhos de Guarda, Covilhã, Seia, Gouveia, Celorico da Beira e Manteigas, na área do Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE), teve uma boa adesão dos comerciantes da região.

"É uma medida importante para permitir modernizar o nosso comércio. Comércio que é muito importante para a vida das nossas cidades, vilas e aldeias", disse.

O secretário de Estado lembrou que no âmbito do Programa Transformar Comércio foram mobilizados "quase dois milhões de euros de apoios, para mais de 330 candidaturas" que abrangem os seis concelhos do PNSE.

Nuno Fazenda referiu que no futuro "haverá outras linhas para apoiar o turismo para a região da serra da Estrela", para "afirmar ainda mais aquilo que é o enorme potencial turístico da serra da Estrela".

"A serra da Estrela é uma marca de grande referência no país, é uma joia do país, e nós temos que a preservar, valorizar e potenciar turisticamente nas suas diferentes dimensões, incluindo na dimensão do comércio e dos produtos locais", rematou.

A diretora-geral da Direção Geral das Atividades Económicas (DGAE), Fernanda Ferreira Dias, referiu que o Programa Transformar Comércio recebeu 336 projetos, que foram "financiados com subvenções não reembolsáveis", para apostas no domínio digital e reformulação das lojas, entre outras áreas.

As candidaturas aprovadas representam um montante global de 1,8 milhões de euros, indicou a responsável à Lusa.

De acordo com Fernanda Ferreira Dias, o concelho da Guarda apresentou o maior número de candidaturas (118), seguindo-se Covilhã (101), Seia (58), Gouveia (28), Celorico da Beira (17 e Manteigas (14).

Na sessão pública de apresentação dos resultados e apoios ao comércio no âmbito do Programa Transformar o Comércio, onde foram escutadas várias intervenções, o presidente da Câmara Municipal de Gouveia, Luís Tadeu, referiu que o comércio "precisa de ajudas", principalmente no território da serra da Estrela.

A portaria que criou a Linha de Apoio à Valorização do Comércio dos concelhos do PNSE, com o valor de dois milhões de euros, depois de os incêndios terem destruído um total de 24 mil hectares de área, foi publicada em Diário da República no dia 02 de janeiro.

O regulamento definiu que os apoios são atribuídos sob a forma de subvenção não reembolsável e que a taxa de financiamento a atribuir é de 80% sobre o total das despesas consideradas elegíveis.

Leia Também: Cabaz? "Há um momento em que temos de fazer a nossa parte do sacrifício"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório