Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 25º

Após (várias) subidas, preço do cesto de compras alivia. Quanto custa?

Cabaz de bens alimentares essenciais custa agora 226,15 euros, menos 8,70 euros (3,70%) face ao preço registado na semana passada.

Após (várias) subidas, preço do cesto de compras alivia. Quanto custa?
Notícias ao Minuto

07:57 - 24/03/23 por Notícias ao Minuto

Economia supermercado

Depois de várias semanas de aumentos, o preço de um cabaz de bens alimentares considerados essenciais baixou quase nove euros, de acordo com uma monitorização semanal de preços da DECO Proteste. Custa agora 226,15 euros.

"Esta quarta-feira (22 de março), um cabaz de bens alimentares essenciais custava 226,15 euros, uma descida de 8,70 euros (menos 3,70%) face ao preço registado na semana passada (15 de março), quando o cabaz monitorizado pela DECO Proteste atingiu o valor recorde de 234,84 euros", explica a organização de defesa do consumidor. 

Ora, o cabaz alimentar está, "ainda assim, 23,16% acima dos 183,63 euros que custava a 23 de fevereiro de 2022, véspera do início da guerra na Ucrânia, e 17,61% mais caro em comparação com o período homólogo, quando custava 192,28 euros".

Ainda segundo a monitorização da DECO Proteste, "as categorias que registaram as maiores subidas foram os laticínios e a carne. Comprar uma cesta com um quilo de lombo de porco, frango, febras de porco, costeletas de porco, bife de peru, carne de novilho para cozer e perna de peru pode agora custar, em média, 40,69 euros".

Desde 5 de janeiro de 2022, a DECO Proteste tem monitorizado todas as quartas-feiras, com base nos preços recolhidos no dia anterior, os preços de um cabaz de 63 produtos alimentares essenciais.

Leia Também: Subida dos preços das telecomunicações é a maior dos "últimos 27 anos"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório