Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2023
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Centeno diz que inflação "ainda é demasiado alta" e "já pouco temporária"

O governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, assinalou hoje que a inflação "era e ainda é demasiado alta" e já não é vista como um fenómeno temporário, tendo alertado para o risco de exposição das economias.

Centeno diz que inflação "ainda é demasiado alta" e "já pouco temporária"

Questionado sobre o aumento das taxas de juro pelo Banco Central Europeu (BCE) e pela Reserva Federal dos Estados Unidos da América por alunos finalistas no concurso Geração Euro, Centeno explicou que "era muito importante responder à inflação", que se encontra num patamar em que "já é pouco temporária".

O governador do banco central admitiu que o economista Joseph Stiglitz "se calhar tem razão de poder ser violento", tendo alertado para as circunstâncias em que o aumento dos preços se verificou.

"Nesta parte, se calhar, tem razão de poder ser violento, que é o facto de termos iniciado todo este processo num período em que tínhamos acumulado um conjunto de almofadas financeiras, de poupanças - quer do lado das empresas, quer do lado das famílias -, durante o período da covid-19 e antes da covid-19, que hoje estamos a utilizar para dar resposta também ao aumento dos preços", explicou.

Segundo Centeno, esta, a par da solidez do mercado de trabalho que já sublinhou em várias intervenções, é a principal razão para que hoje o consumo não esteja a cair face às taxas de juro mais elevadas.

Ainda assim, advertiu, é preciso "ter muita cautela".

"Um dia em que ou as almofadas acabem ou o mercado de trabalho tenha uma viragem significativa, isso pode expor-nos bastante", disse.

Ao mesmo tempo, Mário Centeno registou que a economia "é uma ciência que vive de uma só variável": o preço.

Nesse sentido, apelou para que os preços relativos não devam ser distorcidos.

"Quando nós alteramos os preços relativos estamos a perturbar as regras de decisão das pessoas. Todos nós tomamos decisões com base em preços relativos. Às vezes é entre hoje e amanhã, outras vezes é entre este bem e aquele, ou este serviço e o outro. É sempre o que rege a nossa ação, são os preços", lembrou o governador do BdP.

E, quando há uma atuação para a estabilização dos preços, há que "também ter cuidado" para não induzir na economia "uma perturbação nestas decisões que as pessoas tomam".

Leia Também: Impacto dos juros na inflação? "Precisamos de um pouco de paciência"

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório