Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 29º

Consumidores da zona euro antecipam inflação de longo prazo de 3%

Os consumidores na zona euro esperam uma inflação a longo prazo, nos próximos três anos, de 3%, contra 2,9% no inquérito anterior em novembro, acima do objetivo, de 2%, do Banco Central Europeu (BCE), foi hoje anunciado.

Consumidores da zona euro antecipam inflação de longo prazo de 3%
Notícias ao Minuto

12:17 - 07/02/23 por Lusa

Economia BCE

No inquérito de dezembro, que o BCE publicou hoje, os consumidores percecionaram uma inflação na zona euro de 9,9% naquele mês, o mesmo montante pelo terceiro mês consecutivo (9,9% nos inquéritos de novembro e outubro).

A inflação na zona euro foi de 9,2% em dezembro último.

Os consumidores também esperam que a inflação durante os próximos doze meses seja de 5% (contra 5% no inquérito de novembro).

As perceções e expectativas de inflação estavam em consonância em todos os grupos de rendimento, embora os consumidores mais jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 34 anos continuem a percecionar e a esperar uma inflação mais baixa do que os consumidores mais velhos com idades compreendidas entre os 55 e os 70 anos.

O BCE efetua o inquérito mensal às expectativas dos consumidores praticamente todos os meses junto de cerca de 14.000 adultos na Bélgica, Alemanha, Espanha, França, Itália e Países Baixos.

Os consumidores esperam uma contração económica na zona euro durante os próximos doze meses de 1,5%, inferior à do inquérito anterior (contração de 2%), e um desemprego de 11,9% (contra 12,4% no inquérito de novembro).

As expectativas em relação às taxas de juro do crédito à habitação durante os próximos 12 meses permanecem estáveis em 4,8%, mais 1,5 pontos percentuais do que no início de 2022.

Leia Também: Subida dos juros? "Pode afetar ainda mais a economia de muitas famílias"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório