Meteorologia

  • 07 FEVEREIRO 2023
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Portugal bate recorde: Nunca se produziu tanta energia eólica num só dia

No dia 16 de janeiro, a REN diz ter registado um novo máximo de produção eólica num só dia, com 106,7 GWh.

Portugal bate recorde: Nunca se produziu tanta energia eólica num só dia
Notícias ao Minuto

10:23 - 24/01/23 por Notícias ao Minuto

Economia Energia Eólica

Foi batido um novo recorde em Portugal: nunca se produziu tanta energia eólica num só dia como a 16 de janeiro, anunciou a REN - Redes Energéticas Nacionais, esta terça-feira. A produção atingiu os 106,7 gigawatt-hora (GWh).

"No dia 16 de janeiro, a REN - Redes Energéticas Nacionais registou um novo máximo de produção eólica num só dia, com 106,7 GWh. O anterior máximo era de 11 de novembro de 2022, dia em que a produção eólica atingiu os 104,2 GWh", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Ainda segundo os dados da REN, a produção de energia renovável abasteceu 97% do consumo a 16 de janeiro, destacando-se a eólica com 56%.

"Entre 1 e 22 de janeiro, a produção renovável representou 89% do consumo elétrico nacional", nota ainda a REN.

No conjunto de 2022, o índice de produtibilidade eólica registou 0,99 (média histórica de 1). Em 2022, a produção renovável abasteceu 49% do consumo, com a eólica a representar 25%, a hidroelétrica 12%, a biomassa 7% e a fotovoltaica 5%.

Também na semana passada, recorde-se, a REN divulgou que a produção hídrica na rede nacional atingiu um novo máximo de 6.531 megawatts (MW), a 4 de janeiro, devido à chuva e consequente aumento do caudal dos cursos de água.

Leia Também: Chuva? Produção hídrica atingiu um novo máximo a 4 de janeiro (às 17h30)


  

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório