Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 6º MÁX 18º

Guterres pede reforma da dívida para países em desenvolvimento

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou hoje à "reforma da arquitetura da dívida internacional", permitindo que os países em desenvolvimento invistam na melhoria dos serviços sociais.

Guterres pede reforma da dívida para países em desenvolvimento
Notícias ao Minuto

17:52 - 01/12/22 por Lusa

Economia Dívida

Guterres encontra-se na Etiópia, no âmbito da cimeira anual ONU (Organização das Nações Unidas)--União Africana, em Adis Abeba.

"Muitos países estão presos numa espiral de dívida que os impede de investir em sistemas e serviços essenciais, como a educação, saúde, segurança social, emprego, ciência ou inovação", apontou Guterres, que falava aos jornalistas após uma reunião com o líder da União Africana, Moussa Faki Mahamat.

O secretário-geral da ONU disse que, no mês passado, exortou os chefes de Estado e de Governo do G20 (grupo de ministros das finanças e responsáveis pelos bancos centrais das maiores economias) a promoverem os objetivos de desenvolvimento sustentável, de modo a proporcionar a estes países "investimento, liquidez e alívio da dívida".

Após a cimeira do clima COP27, Guterres já tinha pedido aos países mais desenvolvidos que cumprissem com o objetivo de contribuir com 100.000 milhões de dólares (cerca de 95.000 milhões de euros) para os países mais pobres.

Durante a sua visita à Etiópia, o antigo governante português esteve também reunido com o primeiro-ministro Abiy Ahmed.

Leia Também: Líder do Comité das Regiões defende aceleração da transição energética

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório