Meteorologia

  • 08 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 7º MÁX 11º

Greenpeace quer fim dos contratos com a Rússia sobre comércio de urânio

A Greenpeace apelou na terça-feira ao governo francês a acabar com "os contratos sobre o comércio de urânio" com a Federação Russa, uma vez que as transações se mantêm apesar da invasão da Ucrânia pelos russos.

Greenpeace quer fim dos contratos com a Rússia sobre comércio de urânio

A posição desta organização não governamental (ONG) de defesa do ambiente realça a ausência de sanções internacionais sobre o nuclear civil russo.

Em comunicado, "a Greenpeace solicita a paragem definitiva de qualquer comércio nuclear com a Rússia".

A ONG reclama também "o fim de todos os contratos em curso entre a indústria nuclear francesa e a Rosatom, bem como com as suas filiais, a começar pelos contratos sobre o comércio de urânio entre a Tenex, filial da Rosatom, e respetivamente a EDF e a Orano".

Pauline Boyer, que dirige as campanhas da Greenpeace France para as áreas do nuclear e da transição energética, considerou "escandalosa a continuação do comércio nuclear com a Rússia, enquanto a guerra na Ucrânia se intensifica".

Na manhã de terça-feira, "dezenas de embalagens de urânio enriquecido e dez contentores de urânio natural provenientes da Rússia" foram encaminhadas para o porto de Dunquerque, para serem "carregadas em comboio e camiões com destino que podem ser Pierrelatte em France e/ou Lingen, na Alemanha", segundo a Greenpeace.

Questionada sobre o destino da carga, a EDF não respondeu.

Leia Também: COP27. Greenpeace saúda acordo de financiamento de perdas e danos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório