Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2022
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 17º

Bolsa de Lisboa em alta com Jerónimo Martins a subir mais de 1%

A bolsa de Lisboa estava hoje em alta, a manter a tendência da abertura, com as ações da Jerónimo Martins a liderarem os ganhos, a subirem 1,05% para 21,24 euros.

Bolsa de Lisboa em alta com Jerónimo Martins a subir mais de 1%
Notícias ao Minuto

09:27 - 24/11/22 por Lusa

Economia Bolsas

Cerca das 09h05 em Lisboa, o PSI avançava 0,38% para 5.892,62 pontos, com seis 'papéis' a subirem, oito a descerem e um a manter a cotação (BCP em 0,15%).

Às ações da Jerónimo Martins seguiam-se as da EDP Renováveis, EDP e Galp, que subiam 0,97% para 22,92 euros, 0,58% para 4,51 euros e 0,53% para 11,46 euros.

Em sentido contrário, as ações da Corticeira Amorim, Greenvolt e Altri desciam, designadamente 0,79% para 8,83 euros, 0,73% para 8,12 euros e 0,53% para 5,64 euros.

A REN e a Sonae recuavam 0,39% para 2,57 euros e 0,36% para 0,97 euros.

As outras três ações que desciam de cotação registavam decréscimos entre 0,05% e 0,16%.

Na Europa, as principais bolsas estavam hoje em alta, com os investidores à espera da publicação das atas da última reunião do Banco Central Europeu (BCE), numa sessão que não vai contar com o mercado de Wall Street, fechada devido ao Thanksgiving Day.

Na quarta-feira, a bolsa de Nova Iorque terminou em alta, depois de terem sido divulgadas as atas da última reunião da Reserva Federal dos EUA (Fed), que apontam para uma moderação do ritmo dos próximos aumentos das taxas de juro nos Estados Unidos.

Na China, o aumento de mortes relacionadas com a covid-19 e de contágios com o novo vírus levaram as autoridades a endurecer as restrições nalgumas zonas do país, incluindo novos confinamentos.

Neste contexto, as bolsas europeias abriram em alta, pendentes da publicação das atas do BCE e da publicação dos indicadores de clima empresarial na Alemanha do instituto alemão IFO.

No mercado da dívida, os juros continuavam hoje a cair, depois do forte recuo na quarta-feira depois da publicação das atas da Fed.

Na quarta-feira, a Bolsa de Wall Street terminou em alta, com o Dow Jones a subir 0,28% para 34.194,06 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 04 de janeiro deste ano.

O Nasdaq fechou a valorizar-se 0,99% para 11.285,32 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro do ano passado.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0412 dólares, contra 1,0364 dólares na quarta-feira, e 0,9585 dólares em 27 de setembro, um mínimo desde junho de 2002.

O euro está a cotar-se acima da paridade face ao dólar desde 07 de novembro, depois de ter estado abaixo da paridade desde 20 de setembro, com exceção para o dia 26 de outubro (1,0076 dólares).

O barril de petróleo Brent para entrega em janeiro de 2023 abriu com tendência descendente no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 85,04 dólares, contra 85,41 dólares na quarta-feira e 81,34 dólares em 26 de setembro, um mínimo desde fevereiro deste ano (antes do início da invasão da Ucrânia pela Rússia).

Leia Também: Bolsa de Lisboa abre a subir

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório