Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2022
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 17º

Black Friday. Inflação 'trava' gastos, mas 7 em cada 10 planeiam comprar

Apesar das dificuldades sentidas nas carteiras dos consumidores, 70% dos inquiridos contam fazer compras durante o período da Black Friday.

Black Friday. Inflação 'trava' gastos, mas 7 em cada 10 planeiam comprar
Notícias ao Minuto

09:06 - 24/11/22 por Notícias ao Minuto

Economia Black Friday

Estamos em plena semana da Black Friday e há várias campanhas que incentivam ao consumo, mas, afinal, o que tencionam fazer os portugueses? Um inquérito da DECO revela que sete em cada dez planeiam fazer compras neste período e gastar, em média, 259 euros, sendo que a subida dos preços e a inflação é um 'travão' e a uma quantia superior. 

"Cerca de um terço dos portugueses que planeia fazer compras na Black Friday deste ano (34%) antecipa gastar menos dinheiro. O principal motivo apontado por 76% dos casos é a subida dos preços e da inflação", revela a DECO Proteste. 

Contudo, e apesar das dificuldades sentidas nas carteiras dos consumidores, 70% dos inquiridos contam fazer compras durante este período. No ano passado, só 58% acabaram por fazê-lo.

Consumidores querem gastar menos

"Este ano, os consumidores planeiam gastar, em média, 259 euros, menos 38 euros do que no ano passado. Ainda assim, mais de metade (59%) pensa abrir os cordões à bolsa e gastar entre 100 e 500 euros nas oportunidades que as superfícies comerciais oferecem nesta altura do ano", refere a DECO. 

O que querem comprar? "A esmagadora maioria dos portugueses (94%) que contam aproveitar a 'sexta-feira negra' diz saber o que vai adquirir, o que comprova que os portugueses estão a conseguir programar com mais antecedência as compras na Black Friday. Grande parte dos inquiridos (74%) recolhe previamente a informação sobre os produtos ao visitar as lojas físicas ou online que vendem os produtos que tencionam adquirir".

Ora, "mais de metade dos inquiridos que vão aproveitar a Black Friday (60%) vão fazer compras de vestuário. A lista de desejos segue a tendência do ano passado. Além do vestuário, os portugueses antecipam a compra de aparelhos de alta tecnologia (40%), pequenos eletrodomésticos (28%), brinquedos ou jogos (27%), entre outros". 

O estudo da DECO tem por base um inquérito realizado entre 7 e 14 de novembro de 2022 a uma amostra da população adulta portuguesa, com entre 18 e 74 anos. Registaram-se 2.000 respostas válidas, "que foram ponderadas para refletirem a opinião da população em termos de género, idade, nível educacional e região". 

"Os resultados refletem a opinião e a experiência dos inquiridos, mas podem ser considerados como tendências representativas da população nacional", conclui a organização. 

Leia Também: Compras na Black Friday? Veja os ciberataques mais comuns (e evite-os)

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório