Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 27º

Água das fontes de Teerão colorida de vermelho sangue por artista anónimo

Um artista anónimo coloriu  de vermelho sangue, na sexta-feira, a água das fontes de Teerão, em referência à repressão sangrenta que dura há três semanas contra os protestos que eclodiram após a morte da jovem Masha Amini.

Água das fontes de Teerão colorida de vermelho sangue por artista anónimo
Notícias ao Minuto

07:08 - 08/10/22 por Lusa

Mundo Masha Amini

A curda iraniana, de 22 anos, morreu em 16 de setembro, três dias após a sua prisão em Teerão, pela polícia de moralidade do Irão, por violar o rígido código de vestuário imposto especialmente às mulheres naquela república islâmica.

A raiva suscitada pelo incidente provocou os maiores protestos em quase três anos no Irão, que prosseguem após quase três semanas, apesar de dezenas de mortos e da detenção de centenas de pessoas.

As imagens de várias fontes coloridas de vermelho sangue foram partilhados pelo 1500tasvir, um órgão de comunicação que denuncia violações dos diretos humanos.

Vários ativistas descreveram as fontes coloridas de vermelho, no Twitter, como uma "obra de arte" denominada "Teerão coberto de sangue" e afirmaram que as mesmas foram projetadas por um artista anónimo.

Fotos divulgadas pela conta da BBC em persa, no Instagram, mostram que a água das piscinas foi limpa mais tarde, embora ainda seja possível observar vestígios da tinta vermelha.

Segundo a organização não-governamental Iran Human Rights, com sede em Oslo, pelo menos 92 manifestantes foram mortos durante a repressão, que foi acompanhada por restrições no acesso à internet, incluído um bloqueio do Instagram e do WhatsApp.

A Amnistia Internacional diz ter confirmado a morte de 52 pessoas às mãos das forças de segurança, mas estima que "o número real é bastante superior".

Leia Também: Irão. Pedido de sanções do PE pela morte de Mahsa Amini é "tendencioso"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório