Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
18º
MIN 8º MÁX 19º

Retoma das excursões dá confiança a concorrentes ao jogo em Macau

A decisão da China de retomar as excursões organizadas e os vistos eletrónicos para Macau vai dar às sete concorrentes às licenças de exploração de jogos "uma certa confiança no futuro", disse hoje um governante.

Retoma das excursões dá confiança a concorrentes ao jogo em Macau
Notícias ao Minuto

06:31 - 24/09/22 por Lusa

Economia Macau

O presidente da comissão de avaliação das propostas, André Cheong Weng Chon, disse, em conferência de imprensa, que o Governo "está confiante em que as concessionárias irão apostar no futuro de Macau".

Na mesma conferência de imprensa, o chefe do Governo da região administrativa especial chinesa, Ho Iat Seng, anunciou que a China vai voltar a permitir excursões organizadas e a emissão de vistos eletrónicos para visitas a Macau, até novembro.

Desde o início da pandemia que o Governo central chinês suspendeu as viagens em grupo e a emissão de vistos para turistas individuais com destino a Macau, para prevenir surtos de covid-19.

Devido à suspensão, que se prolonga há mais de dois anos, "é natural" que algumas das concorrentes "possam sentir algumas preocupações" quanto ao eventual retorno de um investimento em Macau, admitiu André Cheong.

O grupo malaio Genting, que opera um casino em Singapura, e as atuais seis operadoras em Macau, Sociedade de Jogos de Macau, Galaxy, Wynn, MGM, Sands China e Melco, estão na corrida às seis licenças de exploração de jogos em casino, para um prazo máximo de dez anos.

Isto apesar das atuais concessionárias de jogo terem acumulado desde 2020 prejuízos sem precedentes, devido a restrições que André Cheong sublinhou serem temporárias.

As restrições à entrada tanto de turistas vindos da China continental como do exterior "não se irão prolongar durante 10 anos", garantiu Ho Iat Seng. "As operadoras estão até mais cientes disto" do que as próprias autoridades, acrescentou.

Ao contrário do que acontece para quem entra pela fronteira com a China, quem chega de Hong Kong ou do estrangeiro continua a ser obrigado a cumprir uma quarentena de sete dias fechado num quarto de hotel, seguido de três dias de "autovigilância médica", que pode ser feita em casa.

André Cheong adiantou que vai começar na segunda-feira a primeira ronda de negociações com as sete concorrentes às licenças de jogo em Macau, o único local na China onde o jogo em casino é legal.

"Na segunda-feira vamos reunir com a primeira empresa e assim sucessivamente", explicou o também secretário para a Administração e Justiça.

Em 15 de setembro, durante a abertura das propostas, André Cheong disse esperar que as novas licenças entrem em vigor a 1 de janeiro de 2023.

Hoje o presidente da comissão que irá avaliar as propostas confirmou que a proposta do grupo malaio Genting só foi ainda aceite "condicionalmente".

Macau segue a política de zero casos imposta por Pequim, apostando na testagem em massa da população e em confinamentos para evitar a propagação dos casos de covid-19.

A região administrativa especial chinesa registou seis mortos, 793 casos confirmados e 1.607 assintomáticos, desde o início da pandemia.

Leia Também: China facilita emissão de vistos e viagens em grupo para Macau

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório