Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 23º

AHP quer que reunião entre Costa e Montenegro "corresponda ao prometido"

A Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) afirmou hoje que espera que a reunião de sexta-feira, entre o primeiro-ministro e o líder do PSD "corresponda ao prometido" e seja "o ponto de partida" para o novo aeroporto.

AHP quer que reunião entre Costa e Montenegro "corresponda ao prometido"
Notícias ao Minuto

16:36 - 22/09/22 por Lusa

Economia Aeroporto

"A AHP espera que a reunião [...] corresponda ao prometido: ser o ponto de partida para ser rapidamente aprovada uma solução realista e definitiva que sirva Lisboa e o país", refere a associação em comunicado hoje divulgado.

A AHP diz acreditar que o chefe do Governo, António Costa, e o líder do principal partido da oposição, Luís Montenegro, "irão encontrar o consenso para responder a uma situação extremamente preocupante para o crescimento económico do país" e recordou as declarações do primeiro-ministro sobre a tomada da decisão sobre a localização do novo aeroporto no próximo ano.

Citado no documento, o presidente da AHP, Bernardo Trindade, defendeu a importância de um acordo entre os líderes dos principais partidos portugueses, porque é recorrente que "sem consenso entre as principais forças políticas, qualquer que seja a decisão tomada só por um é posta em causa logo no momento seguinte".

António Costa anunciou na quarta-feira uma reunião com Montenegro na sexta-feira, em São Bento, com a presença do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, depois de registar a "total disponibilidade" do líder do PSD para convergência sobre o novo aeroporto.

Esta posição de António Costa surge depois de o líder do PSD lhe ter escrito pedindo a "realização imediata" de uma Avaliação Ambiental Estratégica (AAE) sobre localizações possíveis do futuro aeroporto, que quer concluída num ano e com análise de custos e prazos de cada opção.

Na missiva do presidente do PSD dirigida a António Costa, divulgada à comunicação social, Luís Montenegro pede que esta AAE seja realizada para as opções Montijo, Alcochete "e qualquer outra que o Governo ou a estrutura encarregue de fazer a AAE decidam fundamentada e tecnicamente incluir".

O presidente do PSD requer ainda que esta avaliação seja entregue "a personalidades de reconhecido mérito técnico, académico e científico", "a indicar preferencialmente por entidades independentes ligadas à academia" (sugerindo a inclusão de Universidades estrangeiras, como por exemplo o MIT) e "às áreas do conhecimento económico e da engenharia aeronáutica e civil".

O PSD pede igualmente a autonomização "dentro ou fora da AAE" de uma análise comparativa dos custos e prazos de execução de cada uma das localizações em estudo, incluindo as "infraestruturas conexas, complementares" necessárias.

Nas conclusões transmitidas a António Costa, o líder social-democrata reitera ainda a necessidade de se iniciarem, de imediato, as obras de requalificação do aeroporto Humberto Delgado e de valorizar seja os aeroportos que servem a região Norte e Algarve, "seja o aeroporto de Cascais" (na área do tráfego de avião executiva e ligeira da região de Lisboa).

Essa necessidade foi reiterada pela AHP, que alertou que "não havendo capacidade aeroportuária em Lisboa", haverá uma perda de "quota de mercado e oportunidades de crescer sustentadamente".

"Como já o dissemos inúmeras vezes, neste momento, a única alternativa é avançar já com as obras conferindo mais estacionamento, mais qualidade para prestadores e clientes do aeroporto. É urgente, imprescindível, que haja acordo", acrescentou Bernardo Trindade.

Leia Também: Chega pede que Marcelo intervenha junto do Governo sobre aeroporto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório