Meteorologia

  • 06 OUTUBRO 2022
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 30º

Odemira. Pelo menos 13 pessoas retiradas e turistas saíram de alojamento

Pelo menos 13 pessoas foram retiradas das suas casas "por prevenção" no concelho de Odemira (Beja) e mais 15 turistas saíram voluntariamente de um turismo rural na zona, devido ao fogo no concelho, disse o presidente da câmara.

Odemira. Pelo menos 13 pessoas retiradas e turistas saíram de alojamento

Em declarações à Lusa, o autarca Hélder Guerreiro, assim como fonte do Comando Territorial de Beja da GNR, já tinham dito, anteriormente, que duas famílias, num total de sete pessoas, tinham sido "retiradas preventivamente" das suas casas, durante a tarde, devido ao fogo.

Num novo balanço à Lusa, às 20:30, o presidente da câmara indicou que ter conhecimento de um total de 13 pessoas retiradas das suas casas, apenas "por prevenção", incluindo as primeiras sete.

Além disso, "15 pessoas saíram de um alojamento turístico" apenas e só "por sua iniciativa".

Todas estas pessoas, quer as retiradas, quer as que saíram, voluntariamente, foram "para casas de familiares ou para as suas próprias casas", visto que "não está ninguém" no pavilhão da Escola EB2,3 de São Teotónio, preparado para acolher os deslocados, frisou o autarca.

Contactada pela Lusa, já depois das 20:15, fonte do comando nacional de operações de socorro da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), explicou que "o incêndio ainda tem duas frentes ativas".

O fogo "arde com intensidade moderada, está-se a proceder ao reposicionamento de alguns meios que entretanto foram chegando", acrescentou.

No local, às 20:44, estavam 240 operacionais e 84 veículos, tendo os meios aéreos entretanto saído já do teatro de operações.

A mesma fonte da ANEPC disse esperar que, "durante a noite, os meios que entretanto acabaram de chegar ao teatro de operações" possam ser reposicionados para que, eventualmente, seja possível "dominar o incêndio".

O alerta para o incêndio, que deflagrou na zona de Medronheira, na freguesia de São Teotónio, Odemira, foi dado às 12:05 e o combate às chamas já dura há quase nove.

Segundo as várias autoridades contactadas pela Lusa, não há, por enquanto, indicação de casas ardidas, nem de qualquer ferido.

A Estrada Nacional 120 (EN120), que liga Odemira ao Algarve, está interrompida no troço entre Boavista dos Pinheiros e São Teotónio.

"As estradas alternativas são a Estada Municipal 502-1 e 502-2, do lado de São Teotónio", enquanto, "do lado da Boavista dos Pinheiros, a alternativa é o caminho vicinal 1-9" informou a GNR.

Leia Também: Sete habitantes retirados de casa por precaução no fogo de Odemira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório