Meteorologia

  • 07 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 30º

Banca deu menos às famílias em junho. Créditos ascenderam a 2.097 milhões

São menos 105 milhões de euros do que no mês anterior.

Banca deu menos às famílias em junho. Créditos ascenderam a 2.097 milhões
Notícias ao Minuto

11:10 - 02/08/22 por Notícias ao Minuto

Economia empréstimos

Os bancos concederam 2.097 milhões de euros de novos empréstimos aos particulares em junho, menos 105 milhões de euros do que no mês anterior, de acordo com dados do Banco de Portugal (BdP), divulgados esta terça-feira. 

"Em junho, os bancos concederam 2.097 milhões de euros de novos empréstimos aos particulares, menos 105 milhões de euros do que em maio: 1.399 milhões de euros de crédito à habitação, 484 milhões de euros de crédito ao consumo e 213 milhões de euros de crédito para outros fins", pode ler-se no comunicado do BdP. 

Os valores registados em maio tinham sido, respetivamente, 1.492, 511 e 199 milhões de euros. 

De acordo com o supervisor da banca, a taxa de juro média dos novos empréstimos à habitação subiu para 1,47% (1,28% em maio), em linha com a subida das taxas Euribor. Nos novos empréstimos ao consumo, a taxa de juro média diminuiu para 7,78%, (7,86% em maio).

No mesmo mês,

Em junho, o montante de novos depósitos de particulares diminuiu para 3.707 milhões de euros (3955 milhões de euros em maio).

"A taxa de juro média aumentou pela primeira vez desde outubro de 2020, para 0,07%. Do montante de novos depósitos constituídos em junho, 90% foi aplicado em depósitos a prazo até 1 ano, também remunerados à taxa de juro média de 0,07%", pode ainda ler-se. 

Leia Também: Crédito à habitação? Bancos concederam 1.399 milhões de euros em junho

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório