Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 31º

"Não estou acusado de nada, não sou arguido em nenhum processo"

Empresário reagiu a um artigo do Correio da Manhã, que na edição de hoje noticiou que a “justiça europeia investiga o dono da TVI” por “suspeitas na atribuição de fundos”. Entretanto, as autoridades tributária e judicial anunciaram buscas à Douro Azul.

"Não estou acusado de nada, não sou arguido em nenhum processo"
Notícias ao Minuto

14:33 - 06/07/22 por Notícias ao Minuto

Economia Mário Ferreira

O empresário Mário Ferreira afirmou, esta quarta-feira, que não está “acusado de nada” nem é “arguido em nenhum processo”. Em causa está uma reação a um artigo do Correio da Manhã, que na edição de hoje noticiou que a “justiça europeia investiga o dono da TVI” por “suspeitas na atribuição de fundos”.

“O meu ‘amigo’ Paulo Fernandes em maio de 2020 prometeu-me que me ‘destruía a vida’ caso eu avançasse com a compra da Media  Capital”, começou por afirmar o empresário, numa publicação na rede social Facebook, referindo-se ao presidente do grupo Cofina.

Descrevendo a notícia do jornal diário como “um ataque feroz”, Mário Ferreira acrescentou: “Eles [grupo Cofina] sabem que não estou acusado de nada, não sou arguido em nenhum processo”.

O empresário acusou ainda a antiga eurodeputada Ana Gomes, que anteriormente processou por difamação, de “enviar cartas com falsas acusações” e o Correio da Manhã de “aproveitar para fazer notícias”. “Parece para eles um modelo virtuoso para vender jornais… Ao meu ‘amigo’ Paulo irei sempre responder com obra feita e nunca lhe farei a ele aquilo que não gosto me estejam a fazer a mim, são estilos”, atirou. 

O Correio da Manhã avançou hoje que a Procuradoria Europeia está a investigar Mário Ferreira por “suspeitas relacionadas com a atribuição de fundos comunitários a empresas do seu grupo”. O diário disse ainda ter apurado que o inquérito terá sido aberto na “sequência de uma queixa sobre a atribuição de fundos europeus e alegados atos de branqueamento de capitais”.

Ainda hoje, soube-se que a Autoridade Tributária e o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) realizaram buscas na empresa Douro Azul por suspeitas de “crimes de fraude fiscal qualificada e branqueamento”.

Leia Também: Empresa de Mário Ferreira confirma buscas e mostra "tranquilidade"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório