Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2022
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

Companhia aérea SAS cancela 50% dos voos devido a greve de pilotos

A companhia aérea escandinava SAS anunciou hoje o cancelamento de cerca de 50% dos seus voos após o principal sindicato dos pilotos ter decretado uma greve por falta de avanços nas negociações sobre aumentos salariais.

Companhia aérea SAS cancela 50% dos voos devido a greve de pilotos
Notícias ao Minuto

17:24 - 04/07/22 por Lusa

Economia Greve

A SAS apontou em comunicado que, depois de as conversações terem terminado sem acordo, quer continuar com os mecanismos de mediação para pôr fim à greve "o mais depressa possível", tendo em vista o grande impacto da paralisação na temporada de férias.

Segundo as estimativas da companhia, a greve levará ao cancelamento de cerca de 50% dos voos a partir de hoje, afetando aproximadamente 30.000 passageiros por dia.

Os voos operados por subsidiárias como a SAS Link e SAS Connect não serão afetados, de acordo com a companhia aérea.

"Uma greve nesta altura é devastadora para a SAS e põe em risco o futuro da empresa, incluindo milhares de postos de trabalho", segundo o presidente executivo da empresa, Anko van der Werff.

Mais de 900 pilotos baseados na Suécia, Noruega e Dinamarca entregaram um pré-aviso de greve por tempo indeterminado em 09 de junho denunciando os sacrifícios salariais exigidos pela administração, que dizem ser da ordem de 30% dos vencimentos.

A greve poderia ter início em 29 de junho, mas as negociações foram prolongadas na esperança de se chegar a um entendimento.

"Fizemos grandes esforços e tentámos alcançar um acordo", afirmou Martin Lindgren, um dos representantes dos pilotos suecos, em declarações ao diário Aftonbladet, responsabilizando a administração pelo fracasso das negociações, que começaram em novembro passado.

Por sua vez, a SAS indicou que os passageiros afetados terão a possibilidade de solicitar um reembolso dos seus bilhetes ou de mudar a reserva, mas explicou que por ser época alta a opção de conseguir voos similares será "muito limitada".

As ações da SAS, já em mínimos históricos, caíam mais de 8% na Bolsa de Estocolmo após ter sido anunciada a decisão.

A greve na SAS ocorre numa altura em que o verão promete ser difícil para as companhias aéreas e aeroportos europeus, que enfrentam escassez de pessoal, o que tem afetado os voos, em particular nos últimos dias.

Após a eliminação de postos de trabalho no setor durante a pandemia de covid-19, as companhias e os aeroportos tentam agora fazer novas contratações em muitos países.

Leia Também: Air France diz que operações "degradadas" se devem a fatores externos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório