Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 20º MÁX 36º

Despesa corrente em saúde aumentou 12,2% em 2021. Atingiu 11,2% do PIB

Trata-se do nível mais elevado da série disponível iniciada em 2000.

Despesa corrente em saúde aumentou 12,2% em 2021. Atingiu 11,2% do PIB
Notícias ao Minuto

11:12 - 01/07/22 por Notícias ao Minuto

Economia Saúde

Em 2021, a despesa corrente em saúde cresceu 12,2%, atingindo 11,2% do PIB (mais 0,7 p.p. do que em 2020), o nível mais elevado da série disponível iniciada em 2000, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE), esta sexta-feira.

"A manutenção da situação pandémica e a recuperação da atividade assistencial dos prestadores contribuíram para o aumento significativo da despesa corrente pública (+11,0%) e privada (+14,7%)", pode ler-se no relatório do INE. 

Em 2020, a Formação Bruta de Capital fixo (FBCF) dos prestadores públicos aumentou 32,6%, o que compara com um decréscimo de 1,6% da FBCF total da economia, indica o INE.

Nesse ano destacou-se o aumento de 62,5% da FBCF dos hospitais públicos, gerais e especializados.

"Os apoios da Segurança Social atribuídos aos prestadores de cuidados de saúde, no âmbito das medidas excecionais Covid-19, totalizaram 76,8 milhões de euros em 2020. Cerca de 48% foram pagos aos prestadores privados de cuidados de saúde em ambulatório. Estima-se que em 2021 tenham sido atribuídos 34,6 milhões de euros", pode ainda ler-se.

Leia Também: Oficial: Antigo alvo do Benfica vai ser suplente de Ederson no Man. City

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório