Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2022
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

Dormidas registadas na Madeira em maio aumentam 25,7% face a 2019

A Madeira registou 899,9 mil dormidas em maio, representando um crescimento de 25,7% em relação ao mês homólogo de 2019, antes da pandemia de covid-19, anunciou hoje a Direção Regional de Estatística.

Dormidas registadas na Madeira em maio aumentam 25,7% face a 2019
Notícias ao Minuto

12:47 - 30/06/22 por Lusa

Economia Turismo

"De acordo com os primeiros dados para o setor de alojamento turístico da região, referentes ao mês de maio de 2022, estima-se a entrada de 177,6 mil hóspedes, que geraram 899,9 mil dormidas, traduzindo variações homólogas muito expressivas, de mais 262,4% e de mais 322,1%, respetivamente. Comparativamente a maio de 2019, registaram-se, pela mesma ordem, aumentos de 32,9% e 25,7%", indica a Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM), em comunicado.

As dormidas dos visitantes residentes em Portugal cresceram 138,6% relativamente ao período homólogo, atingindo as 157,2 mil (17,5% do total), enquanto as dos residentes no estrangeiro aumentaram 404,1%, situando-se em 742,7 mil.

"No país, em maio de 2022, o mercado interno contribuiu com 1,8 milhões de dormidas, tendo aumentado 47,7%. Os mercados externos predominaram (peso de 72,2%) e totalizaram 4,7 milhões de dormidas (+489,5% face a maio de 2021)", refere a DREM.

Na Madeira, os mercados emissores de residentes no estrangeiro representaram 82,5% do total de dormidas, sendo o mercado da Alemanha o que registou mais dormidas em maio deste ano - cerca de 183,4 mil -, seguido do Reino Unido, com 171,1 mil, e da França, com 98,6 mil.

Leia Também: Turismo a crescer: Setor registou 2,5 milhões de hóspedes em maio

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório