Meteorologia

  • 27 JUNHO 2022
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 23º

Costa aguarda posição de Montenegro sobre novo aeroporto

O primeiro-ministro, António Costa, disse hoje que aguarda a decisão do presidente eleito do PSD, Luís Montenegro, sobre a localização do novo aeroporto de Lisboa porque é preciso "consenso nacional suficiente" para que decisão tomada seja "final e irreversível".

Costa aguarda posição de Montenegro sobre novo aeroporto
Notícias ao Minuto

19:52 - 22/06/22 por Lusa

Economia Aeroporto

No primeiro debate sobre política geral da XV legislatura, a líder parlamentar do PCP, Paula Santos, levantou a questão da localização do novo aeroporto de Lisboa na segunda ronda de perguntas ao primeiro-ministro e criticou a "falta de vontade de política para enfrentar os interesses da Vinci" porque a solução que dá respostas às necessidades das pessoas "é a construção faseada do novo aeroporto no campo de Tiro de Alcochete".

"(...) Eu aguardo serenamente que a nova liderança do PSD diga qual é a sua posição: se é a posição de exigir a avaliação ambiental estratégica, se é a de retomar a decisão do Governo do doutor Pedro Passos Coelho, se é uma outra nova decisão de forma a que haja o consenso nacional suficiente", respondeu António Costa à bancada comunista.

Aquilo que o primeiro-ministro não quer é tomar "uma decisão sobre um processo que nunca estará concluído antes de outubro de 2026 e haja o menor risco de vir a haver um outro Governo e uma nova maioria que revertam os passos que agora vão ser dados".

"Porque os passos que agora forem dados têm que ser os passos para uma decisão final e irreversível para termos de uma vez por todas um novo aeroporto na região de Lisboa", avisou.

António Costa tinha começado por referir que "o país anda há décadas a discutir a localização do novo aeroporto de Lisboa", fazendo uma resenha histórica de todo o processo.

"Quanto ao aeroporto, porque sabíamos que não havia tempo a perder, não reabrimos a discussão e decidimos executar a decisão que tinha sido tomada pelo Governo anterior ao meu", afirmou, perante protestos vindos da bancada do PSD.

O primeiro-ministro lembrou que "houve uma interpretação legal absolutamente absurda por parte da autoridade que é responsável sobre essa matéria e não houve possibilidade de alterar essa lei na Assembleia da República".

"Parte dos partidos eram contra a solução Montijo e queriam Alcochete e o partido que tinha suportado o Governo que tinha tomado essa decisão tinha passado a ter uma dúvida existencial se essa era a melhor solução e pôs como condição que se realizasse uma avaliação ambiental estratégica. Foi o que fizemos", afirmou.

No início de junho, o primeiro-ministro tinha afirmado que ia ouvir em julho o novo presidente do PSD para decidir a localização do novo aeroporto de Lisboa e a alta velocidade ferroviária, considerando essencial politicamente aproveitar a fase inicial dessa nova liderança.

Dias depois, Luís Montenegro disse registar a "confissão de incompetência" do primeiro-ministro ao manifestar a esperança de ser o PSD "a dar uma solução" à localização do novo aeroporto e à alta velocidade ferroviária.

Leia Também: António Costa apoia MAI e se houver nova falha no aeroporto "há demissão"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório