Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 21º

Riqueza em Portugal subiu 3,3% em 2021 (e crescimento deverá continuar)

A perspetiva, revela um estudo, é que a riqueza em Portugal continue a crescer 2,9% por ano até 2026.

Riqueza em Portugal subiu 3,3% em 2021 (e crescimento deverá continuar)
Notícias ao Minuto

11:29 - 21/06/22 por Notícias ao Minuto

Economia Riqueza

A riqueza em Portugal cresceu 3,3% em 2021, elevando o património pessoal para 0,6 biliões de dólares, de acordo com a publicação 'Global Wealth 2022: Standing Still Is Not an Option', divulgada pela Boston Consulting Group (BCG). A perspetiva, revela o mesmo estudo, é que continue a crescer 2,9% por ano até 2026.

"Portugal representou, assim, 1,1% do património da Europa Ocidental, ligeiramente abaixo dos 1,2% observados no ano de 2020. O país mostrou um crescimento moderado no último ano, abaixo dos 6% verificados na região. Contudo, considerando os ativos tangíveis (48% do património total), a relação é inversa, tendo-se verificado um aumento de 9%, face aos 8% do contexto europeu. Até 2026, é expectável que cresça 5% anualmente, acima dos 4% da região", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

De acordo com o mesmo estudo e à semelhança do ano anterior, "o dinheiro vivo e depósitos mantêm-se como a classe de ativos predominantes em Portugal, perfazendo um total de 47% da riqueza, acima do verificado na Europa Ocidental (30%) e no mundo (27%). Não obstante, espera-se que as ações e fundos de investimento cresçam a um ritmo superior nos próximos cinco anos – 3,6% por ano em contraponto com os 2,4% na classe de dinheiro vivo e depósitos". 

De uma maneira geral, o património financeiro a nível mundial registou a "maior subida anual dos últimos 10 anos", ao aumentar 10,6%. 

"O valor recorde de património financeiro, 530 biliões de dólares em 2021, foi alimentado maioritariamente pelos ganhos no mercados acionistas e um aumento da procura de ativos tangíveis", é referido no mesmo comunicado. 

Vale ainda sublinhar que "apesar dos fatores geopolíticos e económicos desestabilizadores, nomeadamente a inflação e a invasão da Ucrânia, é provável que nos próximos cinco anos sejam gerados aproximadamente 80 biliões de dólares em património".

Leia Também: Preços mantiveram trajetória "marcadamente ascendente" em maio

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório