Meteorologia

  • 20 JULHO 2024
Tempo
21º
MIN 20º MÁX 28º

Hipermercados ganham tempo para adaptar programas de faturação

A Autoridade Tributária e Aduaneira alargou até 1 de julho o prazo para a regularização dos programas de faturação dos grandes grupos económicos na área do retalho. O prazo até aqui estabelecido para certificação deste tipo de software terminava em março, revela esta terça-feira o Jornal de Negócios.

Hipermercados ganham tempo para adaptar programas de faturação
Notícias ao Minuto

08:07 - 08/04/14 por Notícias Ao Minuto

Economia Fiscalidade

Segundo avança hoje o Jornal de Negócios, as empresas de grande retalho terão até Julho para certificar os programas de faturação que utilizam. O prazo até aqui estabelecido por esta entidade terminava em Março e com a introdução desta alteração estas empresas poderão poupar vários milhões de euros em multas.

Em causa, refere a mesma publicação, está o cumprimento do estabelecido nas novas regras de faturação, em que as empresas são obrigadas à emissão de guias de transporte e ao envio, com periodicidade mensal, para as Finanças, de todas as faturas emitidas durante o período de um mês, tarefa que é realizada através de via informática.

Ana Cristina Silva, especialista da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, justifica a necessidade desta prorrogação do prazo pela dificuldade que acarreta uma certificação deste tipo. “Adaptar um programa pode ser um processo complicado e demorado, além de envolver custos significativos e quase sempre a necessidade de contratar consultores externos”, afirmou ao Jornal de Negócios.

Relembre-se que todas as empresas com um volume de negócios superior a 100 mil euros têm agora de operar com um programa de faturação avalizado pelos Finanças, segundo o estabelecido em portaria de Novembro do ano passado.

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório