Meteorologia

  • 07 JULHO 2022
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 39º
Investimentos Aprovada proposta que reduz planeame...

Aprovada proposta que reduz planeamento fiscal agressivo no IMT

Os deputados aprovaram, esta quarta-feira, uma proposta do PS de alteração ao Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) que pretende reduzir o planeamento fiscal agressivo no âmbito do IMT (Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis).

Aprovada proposta que reduz planeamento fiscal agressivo no IMT
Notícias ao Minuto

22:06 - 25/05/22 por Lusa

Casa OE2022

Em causa está o alargamento da incidência do IMT ao excesso de quota-parte que ao adquirente pertencer, nos bens imóveis, no âmbito da transmissão onerosa do direito à meação.

Com esta medida pretende evitar-se a possibilidade atualmente existente de transmissão de imóveis, por aquela via, para a esfera de terceiros, "mantendo-se, no entanto, a exclusão de incidência nos atos de partilha entre ex-cônjuges", explicam os socialistas no nota justificativa da proposta esta quarta-feira votada e aprovada.

Assim determina-se que o IMT incide sobre as transmissões, a título oneroso, do direito de propriedade ou de figuras parcelares desse direito, sobre bens imóveis situados no território nacional, sendo sujeitas a imposto "o excesso da quota-parte que ao adquirente pertencer, nos bens imóveis, em ato de divisão ou partilhas, bem como a alienação da herança ou quinhão hereditário ou do direito à meação".

Ainda no âmbito do IMT, foi aprovada uma outra proposta do PS que clarifica o Código do IMT relativamente ao valor tributável referente ao momento de saída dos imóveis da esfera das entidades.

Com esta proposta, a regra relativa ao valor tributável é clarificada e autonomizada do ponto de vista sistemático (entradas ou saídas), "prevendo-se que o valor de referência dos imóveis no momento de entrada ou de saída da esfera da sociedade ou do fundo atende ao valor de balanço nesses momentos (sendo que o valor no momento da saída não estava expressamente previsto) ou, quando superior, ao respetivo valor patrimonial tributário no momento de entrada ou saída, respetivamente".

Leia Também: Aprovado regime especial do ISV para veículos matriculados na Ucrânia

Campo obrigatório