Meteorologia

  • 26 JUNHO 2022
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 22º

Lucros da REN aumentam 33% para 6 milhões de euros no primeiro trimestre

Os lucros da REN - Redes Energéticas Nacionais cresceram 32,6% no primeiro trimestre deste ano, para seis milhões de euros, indicou a empresa em comunicado hoje divulgado.

Lucros da REN aumentam 33% para 6 milhões de euros no primeiro trimestre
Notícias ao Minuto

17:34 - 20/05/22 por Lusa

Economia REN

De acordo com a informação hoje divulgada, "o EBITDA [resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações] atingiu os 118,4 milhões de euros, um aumento de 3,5% (+4 milhões de euros) face ao mesmo período de 2021, refletindo o desempenho positivo em Portugal e no Chile (+2,1 milhões de euros)", indicou a REN. 

No entanto, "este valor acaba por ser impactado pela diminuição de incentivos regulados e pelo aumento dos custos com eletricidade", referiu o grupo, na mesma nota. 

A empresa destacou ainda que "o consumo de energia elétrica cresceu 1,3% no primeiro trimestre do ano, face a idêntico período do ano passado, ou 2,5% com correção de temperatura e dias úteis", sendo que "o gás natural registou uma variação homóloga de 6,6%".

Segundo a REN, "neste período, a produção renovável abasteceu 49% do consumo de energia elétrica, repartida pela eólica com 28%, hidroelétrica com 12%, biomassa com 6% e fotovoltaica com 3%. A produção a gás natural abasteceu 30% do consumo, enquanto os restantes 21% corresponderem ao saldo importador".

A REN destacou ainda que "este trimestre de 2022 foi o primeiro em que não houve geração de eletricidade com base em carvão em Portugal, um marco na história da geração elétrica" em Portugal.

De acordo com a REN, "nos três primeiros meses do ano, o Terminal de GNL de Sines recebeu 19 navios, um acréscimo de 27% face a idêntico período do ano passado e um novo máximo histórico", destacando que o "terminal foi responsável por 99,7% do abastecimento de gás natural em Portugal no primeiro trimestre".

No mesmo comunicado, a REN indicou que em 28 de dezembro de 2021 "colocou em serviço a subestação de Ribeira de Pena, obra que tinha como entrega prevista o final de 2021, permitindo assim a ligação imediata à rede, nesta subestação, de centros eletroprodutores muito relevantes para o país".

Segundo a empresa, estes centros "encontram-se atualmente em fase de testes e ensaios", sendo que "esta infraestrutura integra o eixo a 400 kV que permite ligar à Rede Nacional de Transporte de eletricidade (RNT) a central de Gouvães, Daivões e Alto Tâmega, inseridas no Plano Nacional de Barragens de Elevado Potencial Hidroelétrico".

[Notícia atualizada às 18h19]

Leia Também: REN: Consumo de eletricidade aumenta 7,1% em abril

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório