Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 31º

Bolsas europeias mistas, à espera da inflação de abril na zona euro

As principais bolsas europeias negociavam hoje mistas, pendentes da taxa de inflação de abril na zona euro e animadas com a melhoria da situação dos contágios de covid-19 na China.

Bolsas europeias mistas, à espera da inflação de abril na zona euro
Notícias ao Minuto

09:06 - 18/05/22 por Lusa

Economia mercados

Cerca das 08:50 em Lisboa, o EuroStoxx 600 subia 0,02% para 439,05 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt recuavam 0,09%, 0,15% e 0,02%, enquanto as de Madrid e Milão se desvalorizavam 0,40% e 0,04%, respetivamente.

Depois de abrir em alta, a Bolsa de Lisboa mantinha a tendência, estando cerca das 08:50 o principal índice, o PSI, a subir 0,57% para 5.867,57 pontos.

A cidade de Xangai assegurou que, depois de mês e meio de estrito confinamento, conseguiu cortar as cadeias de transmissão comunitária do vírus, e que a partir de 01 de junho prevê entrar numa etapa de "gestão normalizada".

Na terça-feira, Wall Street terminou em alta, depois de o presidente da Reserva Federal dos EUA (Fed), Jerome Powell, ter dito que confiava na capacidade dos responsáveis de política monetária para travar o aumento dos preços sem desencadear uma recessão.

Powell afirmou que existe um amplo apoio entre os membros da Fed para debater subidas das taxas de juro de meio ponto percentual nas próximas duas reuniões.

As declarações de Powell provocaram uma subida dos juros da dívida dos EUA a 10 anos, que avançaram até 2,988% na terça-feira, mas que hoje desciam ligeiramente para 2,982%.

Pelo contrário, os juros da Alemanha a 10 anos subiam para 1,055%.

Hoje os investidores também vão estar pendentes dos dados da inflação na zona euro, depois de antes da abertura dos mercados se ter publicado a taxa de inflação no Reino Unido, que disparou em abril para 9%, um máximo desde 1982, contra 7% em março.

Analistas citados pela Efe referem que os investidores continuam preocupados com um possível excessivo abrandamento do ciclo económico, numa altura em que sobem as tensões geopolíticas depois do pedido da Finlândia e da Suécia para aderir imediatamente à Nato.

A Rússia ameaçou a Finlândia e a Suécia com medidas de resposta técnico-militar depois daqueles países terem decidido aderir à Nato, que na opinião de Moscovo põe em perigo a estabilidade e a segurança no norte da Europa.

A bolsa de Nova Iorque terminou em alta na terça-feira, com o Dow Jones a subir 1,34% para 32.654,59 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 04 de janeiro.

O Nasdaq fechou a valorizar-se 2,76% para 11.984,52 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0517 dólares, contra 1,0543 dólares.

O barril de petróleo Brent para entrega em julho abriu em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 112,44 dólares, contra 111,93 dólares na terça-feira.

Leia Também: PSI cai 2,72% com todas as cotadas no 'vermelho'

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório