Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 24º

Quatro em cada 10 ficam com menos de 10% do salário após pagarem contas

Com estes resultados, é "provável que muitos tenham dificuldades em suportar um aumento geral nos preços", revela um estudo da Intrum.

Quatro em cada 10 ficam com menos de 10% do salário após pagarem contas
Notícias ao Minuto

09:29 - 09/05/22 por Notícias ao Minuto

Economia despesas

Os preços estão mais caros e, como consequência, quatro em cada dez portugueses (40%) ficam com menos de 10% do seu rendimento depois de pagarem as suas despesas, de acordo com um estudo da Intrum, divulgado esta segunda-feira. 

"Neste contexto de crescimento da inflação, o ECPR [European Consumer Payment Report] revela que 40% dos portugueses afirmam que após o pagamento das contas lhes sobra menos de 10% do seu rendimento, sendo provável que muitos tenham dificuldades em suportar um aumento geral nos preços. A média europeia situa-se nos 23%", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

A mesma análise mostra que um em cada sete (16%) dos inquiridos afirma que não tem controlo sobre o seu endividamento. Em Portugal, 10% afirma não saber quanto deve.

Analisando por grupos etários, as gerações mais jovens são as que revelam menos interesse em saber o valor total das suas obrigações financeiras. Dos inquiridos portugueses, a geração Z (18-21 anos) destaca-se com 23%, praticamente o dobro do grupo etário dos 22 aos 37 anos, com 12%.

Também de acordo com o estudo, os homens afirmam ter menos interesse no conhecimento das suas obrigações financeiras (13%) do que as mulheres (7%).

O European Consumer Payment Report é um relatório anual baseado num inquérito externo realizado simultaneamente em 24 países na Europa, totalizando mais de 24 mil participantes.

Leia Também: Moçambique. Comissão liquidatária convoca credores

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório