Meteorologia

  • 25 JUNHO 2022
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 23º

Receitas do jogo em Macau descem 55,8% em março para 411 milhões

As receitas do jogo em Macau caíram 55,8% em março, comparativamente ao mesmo mês do ano passado, indicam dados oficiais hoje divulgados.

Receitas do jogo em Macau descem 55,8% em março para 411 milhões
Notícias ao Minuto

06:49 - 01/04/22 por Lusa

Economia Macau

As receitas em março atingiram 3.672 milhões de patacas (411 milhões de euros), anunciou a Direção de Inspeção e Coordenação de Jogos (DICJ).

Em fevereiro, as receitas dos casinos tinham subido 6,1%, em relação a igual período de 2021, e atingiram 7.759 milhões de patacas (860 milhões de euros), de acordo com os dados da DICJ.

Em termos de receita bruta acumulada, os casinos obtiveram, em março, 17.774 mil milhões de patacas (1,9 mil milhões de euros), ou menos 24,8%, em relação a igual período do ano passado, em que registaram 23.642 milhões de patacas (2,6 mil milhões de euros).

Os casinos de Macau terminaram 2021 com receitas de 86,8 mil milhões de patacas (9,6 mil milhões de euros), um aumento de 43,7% em relação ao ano anterior.

Os resultados estão muito distantes daqueles verificados no período pré-pandemia.

Em 2019, a região semiautónoma chinesa recebeu quase 40 milhões de visitantes, ano em que as receitas dos casinos de Macau foram de 292,4 mil milhões de patacas (cerca de 32,5 mil milhões de euros).

Capital mundial do jogo, Macau é o único local na China onde o jogo em casino é legal.

O território conta três concessionárias, Sociedade de Jogos de Macau, fundada pelo magnata Stanley Ho, Galaxy, Wynn, e três subconcessionárias, MGM, Venetian e Melco.

Leia Também: Nova lei para setor do jogo em Macau com regras mais duras

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório